sexta-feira, 9 de setembro de 2016

Nova temporada de A Vida de Jazz no TLC revela a coragem da adolescente transgênero

Durante tratamento hormonal que ocasiona variações de humor, Jazz enfrenta ameaças, preconceito e discriminação - Divulgação

A partir de terça, 20 de setembro, às 23h, Jazz Jennings está de volta ao TLC para a segunda temporada de A VIDA DE JAZZ (I am Jazz). Os oito novos episódios  de uma hora documentam a rotina e a luta da adolescente transgênero ao lado da família – os pais Greg e Jeanette, e os irmãos Ari, Sander e Griffen – em um momento de mudanças drásticas e importantes para a garota.
A VIDA DE JAZZ (I am Jazz) - Divulgação

Ao proporcionar acesso a sua casa, Jazz insere sua trajetória individual em um debate de dimensões globais sobre gênero, identidade e respeito à diversidade. Ela passou pela puberdade diante das câmeras e, agora, no início da adolescência, encontra-se em meio a circunstâncias complexas que trarão testes emocionais para todos da família.
Aos 15 anos, Jazz lida com os desafios de uma adolescente que acaba de ingressar no ensino médio – a busca por aceitação, o início dos relacionamentos amorosos, as mudanças no corpo, a nova turma na escola e a necessidade de conseguir independência. Entretanto, para ela, o preconceito e falta de informação alheios dificultam ainda mais o já difícil processo de amadurecimento.
Além disso, o tratamento hormonal para evitar o surgimento de características masculinas secundárias ocasiona alterações drásticas humor, o que criou um período emocional difícil para a garota. “Ela é previsivelmente imprevisível”, diz a mãe Jeanette. Depois de mais de três anos de tratamento, Jazz está na fase final do processo: se os níveis de testosterona continuarem altos, ela terá de recorrer a medidas cirúrgicas.
A fama trouxe muitos apoiadores e fãs, mas também chamou a atenção dos chamadoshaters – pessoas que praticam a agressividade por meio de comentários depreciativos nas redes sociais. Diferenciar esses comentários anônimos de ameaças e perseguições passa a ser uma necessidade para os Jennings, que precisam saber a hora de enfrentar os agressores e descobrir suas identidades.
A corrida contra o aparecimento das características masculinas e a luta para vencer a transfobia regem a trama real de A VIDA DE JAZZ na nova temporada. No primeiro episódio, Jazz e Jeanette assumem uma verdadeira batalha contra o haters quando um deles começa a fazer ameaças por telefone.
“Sempre nos preocupamos com o aparecimento dessa pessoa desiquilibrada”, diz Greg. A família também tenta publicar um livro infantil baseado em uma personagem transgênero, mas enfrenta a oposição de uma organização que representa a ala conservadora da sociedade americana. Os pais tentam chegar a um acordo sobre quais lutas devem assumir juntos e quando envolver Jazz, para que ela não seja sobrecarregada por tensões.
Sander, um dos irmãos de Jazz, sofreu uma lesão no joelho enquanto jogava futebol americano e teve que passar por uma cirurgia que ameaça seus planos de profissionalização no esporte.
Jazz tem uma consulta decisiva – depois de passar por uma depressão severa, possivelmente em decorrência do tratamento com doses de estrogênio e  progesterona, ela vai ao médico para averiguar como estão as suas taxas de testosterona. Os pais da garota e o médico estão preocupados com as consequências do um eventual desequilíbrio hormonal no momento em que Jazz começa a retomar as amizades e a rotina de treinos no futebol. Talvez Jazz precise de uma cirurgia para implantar um novo bloqueador de testosterona.
O episódio inaugural termina com uma discussão acalorada entre Jazz, Jeanette e as pessoas que são contra a publicação do livro; a garota ouve palavras duras de adultos que personificam a falta de informação e o ódio contra minorias.
A VIDA DE JAZZ (I am Jazz) 
Estreia: terça, 20 de setembro, às 23h
Classificação indicativa: 10 anos

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo