quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Ingrid Guimarães e Larissa Manoela são as protagonistas da adaptação para o cinema de ‘Fala Sério, Mãe’, livro de Thalita Rebouças

LONGA RODADO NO RIO TEM DIREÇÃO DE PEDRO VASCONCELOS E PREVISÃO DE ESTREIA PARA 2017 - Divulgação

“Fala Sério, Mãe”, longa baseado no livro de Thalita Rebouças, chegará às telonas dos cinemas em 2017. Para dar vida às personagens que ficaram eternizadas pelo best-seller, o diretor Pedro Vasconcelos conta com Ingrid Guimarães, no papel da mãe Ângela Cristina, e Larissa Manoela, que interpreta sua filha Maria de Lourdes, ou Malu. Completam o time de atores Marcelo Laham (Armando), João Guilherme Avila (Nando), Raphael Tomé (Mamá), Giovana Rispoli (Alice) e Carolina Dumani (Malena). Com roteiro de Dostoiewski Champagnatte, Ingrid Guimarães e Paulo Cursino e colaboração de Thalita Rebouças e Pedro Vasconcelos, o longa tem produção da Camisa Listrada, coprodução da Fox International Productions, Telecine e Focus Entretenimento, e distribuição da Downtown Filmes/Paris Filmes.
A comédia familiar traz a doce e intensa relação de Maria Lourdes (Larissa Manoela) e Ângela Cristina (Ingrid Guimarães) e acompanha a vida das duas desde a infância de Malu até à fase da adolescência e da independência. Contada sob o ponto de vista das duas personagens, a história aborda as principais dificuldades da maternidade nos primeiros anos de vida de Malu, o primeiro dia na escola, as amizades, as descobertas amorosas e os problemas familiares.
Com doses de emoção e humor, o longa retrata as principais queixas e frustrações de Ângela Cristina e a rebeldia e o sentimento de opressão vividos por Malu. O longa conta ainda como a relação mãe x filha pode se inverter ao longo dos anos. Malu, que antes era uma criança indefesa e que necessitava de cuidados, quando cresce mostra seu lado protetor e amigo por Ângela Cristina, que revela uma faceta mais vulnerável.
- Foi uma grande alegria trabalhar com a Larissa e com a Ingrid. O filme está maravilhoso e a gente espera que seja um grande sucesso. Contar uma história da Thalita Rebouças é realmente gratificante, comemora o diretor Pedro Vasconcelos.

Sinopse
Quando teve sua primeira filha, Maria de Lourdes, Ângela Cristina não sabia as aventuras e desventuras que estavam por vir. Mãe de primeira viagem, ela vive uma montanha-russa de emoções, medos, frustrações e tem um caminhão de queixas para descarregar. Por outro lado, a filha Malu, como prefere ser chamada, também tem suas insatisfações. Embora teimosa, sofre com os cuidados excessivos e com o jeito conservador da mãe. “Fala Sério, Mãe” acompanha a história de amor que começa às turras e termina na mais plena parceria e amizade.

Elenco:
Ingrid Guimarães – Ângela Cristina
Larissa Manoela – Malu 
Marcelo Laham - Armando
Raphael Tomé – Mário Márcio
Carolina Dumani – Malena
João Guilherme - Nando
Giovanna Rispoli - Alice
Sofia Leão – Sofia Ribeiro
Cristina Pereira – Dona Fátima

FICHA TÉCNICA
Diretor: Pedro Vasconcelos
Produção: André Carreira e Tuinho Schwartz
Roteiro: Dostoiewski Champagnatte, Ingrid Guimarães e Paulo Cursino
Colaboração de roteiro: Thalita Rebouças e Pedro Vasconcelos
Baseado no livro de Thalita Rebouças

Sobre o diretor
Pedro Vasconcelos começou sua carreira como ator de teatro e televisão, mas atualmente é reconhecido por seus trabalhos como diretor de televisão e como autor e diretor de teatro. Entre os trabalhos realizados na TV Globo destacam-se as minisséries “Hoje É Dia De Maria” e “A Teia” e as novelas “Alma Gêmea”, “A Favorita” e “Paraíso”. Como diretor geral, Pedro realizou “Escrito nas Estrelas”, “Morde e Assopra”, “Amor Eterno Amor”, “Império” e “Além do Tempo”. No teatro, dirigiu e adaptou sucessos de bilheteria e público como “D’Artagnan e os Três Mosqueteiros” e “Dona Flor e Seus Dois Maridos”. Com essa montagem, recebeu três prêmios Qualidade do Ano de 2008, além de indicação ao Prêmio Shell de melhor diretor. Também no teatro, em parceria com a Twogether Teatro, assinou a direção dos sucessos “Tô Grávida”, “Verticalmente Prejudicado”, “Meu Passado Não Me Condena” e “O Grande Amor da Minha Vida”. No cinema teve a sua estreia marcada como diretor, com o filme “O Concurso”, que fez 1,3 milhão de espectadores. Atualmente Pedro Vasconcelos está dirigindo o remake do filme “Dona Flor e Seus Dois Maridos” e se prepara para dirigir a próxima novela da autora Glória Perez.

Sobre os produtores
André Carreira começou a atuar no mercado audiovisual em 1997, tendo integrado a equipe de dezenas de produções cinematográficas. Desde 2001 é sócio da produtora Camisa Listrada, onde produziu longas como “5 Frações de Uma Quase História”, “Mão na Luva”, “O Candidato Honesto”, “Um Suburbano Sortudo” e “O Menino no Espelho”, do qual é também corroteirista. Como diretor, realizou os curtas “Oxicianureto de Mercúrio” e “Contrato com a Sorte”, que circularam em diversos festivais pelo Brasil. 
 
Tuinho Schwartz atua no mercado audiovisual desde 1980, tendo passado por diversas funções no cinema, nas áreas de produção e direção. Ao todo trabalhou em mais de 200 projetos audiovisuais, entre eles mais de 50 filmes de longa metragem. Produtor executivo de filmes como BOSSA NOVA e O QUE É ISSO, COMPANHEIRO?, de Bruno Barreto; FOR ALL, de Luiz Carlos Lacerda e Buza Ferraz e AMÉLIA, de Ana Carolina. Esteve em projetos com diretores como John Boorman, Tony Scott e atores como Demi Moore, Denis Hooper e Gérard Depardieu. 

 
Sobre a Camisa Listrada
A Camisa Listrada iniciou as suas atividades em Belo Horizonte e atualmente tem sede na cidade do Rio de Janeiro. Fundada em 2000, a empresa é dirigida pelo produtor André Carreira, profissional com larga experiência no mercado audiovisual brasileiro. Seus primeiros filmes percorreram festivais nacionais e internacionais, recebendo prêmios e o reconhecimento de crítica e público. Nos últimos anos, intensificou a sua produção e, em 2014, lançou a série para TV “Expedições Burle Marx”, de João Vargas Penna, e os longas “Mão na Luva”, de José Joffily e Roberto Bomtempo, “O Menino no Espelho”, de Guilherme Fiúza Zenha, comercializado para 16 países, e “O Candidato Honesto”, de Roberto Santucci, comédia que atingiu 2,3 milhões de espectadores e tornou-se a maior bilheteria entre os filmes brasileiros lançados naquele ano. Em 2016, lançou nos cinemas a comédia “Um Suburbano Sortudo”, com Rodrigo Sant’anna, que ultrapassou a marca de 1 milhão de espectadores. Atualmente está em pós-produção do documentário “Burle Marx, Jardins e Paisagens”, de João Vargas Penna, e da série para TV “Inhotim, O Valor das Coisas”, de Pedro Urano. Agora prepara-se para filmar, ainda em 2016, a comédia adolescente “Ela É O Cara!”, de Leandro Neri. Entre os novos projetos, destacam-se a comédia “Os Farofeiros”, de Roberto Santucci, que será filmada no primeiro semestre de 2017 e “Mussum, O Filmis”, a aguardada cinebiografia de um dos maiores comediantes brasileiros. 

Sobre a FOX
A Fox International Productions é a divisão da Twentieth Century Fox voltada para o financiamento e a aquisição de títulos em língua estrangeira.  No Brasil, já coproduziu inúmeros filmes como: "Linda de Morrer", "Trinta", "Em Nome da Lei", 'Somos Tão Jovens", “Assalto ao Banco Central”, "Ensaio Sobre a Cegueira", "Se Eu Fosse Você 2",  "Nosso Lar", "Copa de Elite", entre outros.

Sobre o TELECINE 
O melhor do cinema mundial chega primeiro na Rede Telecine, que exibe os maiores sucessos internacionais e brasileiros, cada vez mais rápido e em múltiplas plataformas. Joint-venture entre a Globosat e os quatro maiores estúdios de Hollywood – Paramount, MGM, Universal e Fox –, a Rede Telecine também tem exclusividade na distribuição nas produções da Disney e em filmes do mercado independente. Este ano, a Rede terá em sua programação os 10 filmes mais vistos pelo público brasileiro em 2015 1. E, entre todas as maiores bilheterias que estrearam no ano passado no país, exibirá 95% delas.
Os assinantes do Telecine podem escolher onde e como assistir aos filmes: em um dos canais lineares da Rede - Telecine Premium, Telecine Action, Telecine Touch, Telecine Fun, Telecine Pipoca e Telecine Cult – ou a qualquer hora em qualquer tela – TVs conectadas*, computador, tablet, smartphone ou Xbox, através do Telecine Play. A plataforma online oferece ainda o download temporário de algumas produções, que podem ser assistidas offline.
O Telecine investe cada vez mais no cinema nacional, com o Telecine Productions, selo de coprodução de filmes em parceria com grandes produtoras brasileiras. Além de divulgar as estreias em seus canais, no Telecine Play e nas mídias onde está presente, o Telecine também garante a exibição desses títulos com exclusividade em suas diferentes plataformas.
Segundo a pesquisa Top of Mind do Datafolha, o Telecine é o canal de filmes mais lembrado da TV por Assinatura desde 2007 e, há dois anos, desde 2014, conquistou também a liderança geral, sendo o mais lembrado dentro todos os canais ². E, ainda, segundo o Ibope, o Telecine é o canal fundamental na manutenção da TV por Assinatura 3.
* - disponível no modelo Samsung fabricação 2014

FONTES:

¹ - Iboe. Pesquisa Customizada – 1°/janeiro de 2015 a 31/dezembro de 2015. Brasil. Público Acumulado – Top 20

² - Top Of Mind 2015 – Datafolha – Perguntas: "Quando você pensa em CANAIS DE TV POR ASSINATURA, qual o primeiro canal que lhe vem à cabeça?" e "Quando você pensa em CANAIS DE FILMES POR ASSINATURA por assinatura, qual o primeiro canal que lhe vem à cabeça?"

3  -– 21ª Pay TV Pop – Ibope – Assinantes com mais de 10 anos. 13 Mercados 

Sobre a Focus Entretenimento
Focus Entretenimento, fundada por Tuinho Schwartz em 2002, consolidou sua expertise em serviços para produções internacionais realizadas no Brasil. Entre os clientes, a Focus teve produtoras como a Ridley Scott Associates (US e UK), Believemedia e Villains (US), Bikini Films (UK), Mandarin Cinema (FR) e a tradicional  Pathé Films (FR); empresas de TV como a BBC, ABC TV, France 2 e 3 e Endemol (BR, FR e IT); agências de publicidade internacionais como AMV BBDO, Arnold Worldwide, BBH, Deutsch, Dorland, Hakuhodo, J.W.Thompson, Leo Burnett, McCann Erickson, Ogilvy, Publicis, Saatchi & Saatchi e Wieden & Kennedy.
 
 A Focus foi parceira e produtora executiva no Brasil do filme OSS 117, RIO NE RÈPOND PLUS, de Michel Hazanavicius, com Jean Dujardin e também realizou longas de ficção e documentários de longa metragem - entre eles A LUNETA DO TEMPO, longa de ficção escrito e dirigido por Alceu Valença e o premiado documentário CONDOR, de Roberto Mader.

Sobre a DOWNTOWN FILMES
Fundada em 2006 a Downtown Filmes é a única distribuidora dedicada exclusivamente ao cinema brasileiro. Desde 2011, ocupa a posição da distribuidora número 1 no ranking de filmes nacionais e de 2013 até hoje vendeu mais de 50% de todos os ingressos de filmes brasileiros lançados. Entre seus maiores sucessos estão os filmes “Meu nome não é Johnny”, “Chico Xavier”, “De Pernas pro Ar 1 e 2”, “Até que a sorte nos separe 1, 2 e 3”, “Minha mãe é uma peça” e “Loucas Pra Casar”. Até dezembro de 2015, a Downtown lançou 88 longas nacionais, que acumularam mais de 80 milhões de ingressos. Em 2016 a distribuidora comemora 10 anos de existência com um lineup especial, entre eles: “Tô Ryca”, “O Shaolin do Sertão”, “Elis”, “O Último Virgem” e “Minha Mãe É Uma Peça 2”.

Sobre a PARIS FILMES     
A Paris Filmes é uma empresa brasileira que atua no mercado de distribuição e produção de filmes, primando pela alta qualidade cinematográfica. Além de ter distribuído grandes sucessos mundiais, como o premiado “O Lado Bom da Vida”, que rendeu o Globo de Ouro® e o Oscar® de Melhor Atriz a Jennifer Lawrence em 2013 e “Meia-Noite em Paris”, que fez no Brasil a maior bilheteria de um filme de Woody Allen, a distribuidora tem também em sua carteira os maiores sucessos do cinema nacional, como as franquias “De Pernas Pro Ar” e “Até Que a Sorte nos Separe”. Nos últimos anos, a Paris lançou o vencedor do Grande Prêmio do Júri em Cannes 2013, “Inside Llewyn Davis – Balada de um Homem Comum”, dos irmãos Coen; o aclamado “O Lobo de Wall Street”, de Martin Scorsese, “Mapas Para as Estrelas”, de David Cronenberg (Melhor Atriz no Festival de Cannes – Julianne Moore); a primeira adaptação animada da obra-prima de Antoine de Saint-Exupéry, “O Pequeno Príncipe”; e as continuações A Série Divergente: “Insurgente” e o esperado final de Jogos Vorazes em “A Esperança – O Final”. Em 2016, os indicados ao Oscar® “Brooklin” e “O Lobo do Deserto”; o terceiro capítulo da série Divergente, “Convergente”, “Truque de Mestre – O 2º Ato” e sucessos do cinema argentino como “Kóblic”, com Ricardo Darín, são os grandes destaques; assim como a biografia do lutador José Aldo em “Mais Forte Que o Mundo”. Produzidos pela Paris Produções, há ainda “Um Namorado Para Minha Mulher” e “Carrossel 2 – O Sumiço de Maria Joaquina”.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo