quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Paulinho Moska canta clássico de Caetano Veloso em episódio inédito de série “As Canções da Minha Vida”

Divulgação
No terceiro episódio da série inédita e exclusiva do Curta! “As Canções da Minha Vida”, o cantor, compositor e músico Paulinho Moska fala sobre suas influências e inspirações musicais e interpreta versões para canções de sucesso. O artista canta "Terra", de Caetano Veloso, "Enrosca", que ficou famosa na voz de Fábio Jr., "Sonhos", de Peninha, e “Nuvem Passageira”, sucesso único de Hermes Aquino. Entre suas composições autorais, ele apresenta “Tudo Novo de Novo”."A música é um perfume que fica no ar. Ela nos desperta para enxergar alguma coisa e faz o instante ser mais intenso", relata Paulinho Moska. O episódio vai ao ar na Segunda da Música, 13, às 23h 30. Com direção de Bruno Levinson e produção da Raccord, “As Canções da Minha Vida” traça um panorama sobre as canções que marcaram e influenciaram importantes nomes da música brasileira.

Dos diretores Paula Alzugaray e Ricardo Van Steen, “Shoot Yourself” vai ao ar na Terça das Artes, 5, às 23h35. O filme traça um paralelo entre a performance e a fotografia, mostrando os impactos gerados pela era digital. O longa mostra o espaço cada vez maior para os artistas de performance, que desde a década de 70 geram registros próprios por meio de fotos, filmes e vídeos. A análise tem como ponto de partida a obra de nove artistas entre brasileiros, europeus e norte-americanos: Tania Bruguera (Cuba), Gary Hill (Estados Unidos), Esther Ferrer (Espanha), Calvacreation (França), Cripta Djan (Brasil), Rebecca Horn (Alemanha), Pipilotti Rist (Suíça), Paula Garcia (Brasil) e Ghazel (Irã).
Na Quarta do Cinema , 8, o Curta! apresenta “Tudo Por Amor ao Cinema”, de Aurélio Michiles. O documentário conta a história do amante do cinema Cosme Alves Netto que, em seus 20 anos à frente da curadoria da cinemateca do MAM - RJ, preservou centenas de filmes considerados subversivos pela ditadura militar. Ele chegou a guardar os longas com nomes falsos para protegê-los, caso de "Cabra Marcado para Morrer", arquivado com o título de "Rosa do Campo". A produção conta com depoimentos de diversos nomes importantes do cinema nacional, como Eduardo Coutinho, Cacá Diegues e Silvio Tendler, entre outros familiares e amigos.
Ainda na Quarta do Cinema, a faixa “A Vida é Curta!” traz uma sequência de curtas dirigidos pelo pernambucano Kleber Mendonça Filho: “Vinil Verde”, “Noite de Sexta, Manhã de Sábado”, “Eletrodoméstica” e “Recife Frio”. A faixa começa com “Vinil Verde”, que conta a história de uma mãe que dá à filha uma caixa cheia de velhos disquinhos coloridos. O problema é que ela é impedida de ouvir o disco verde. Na sequencia, “Noite de Sexta, Manhã de Sábado” narra a dificuldade de um relacionamento entre um homem e uma mulher à distância. Depois é a vez de “Eletrodoméstica”. O curta retrata de forma crítica o cotidiano da classe média brasileira urbana dos anos 1990. Pra finalizar, “Recife Frio” apresenta a cidade brasileira de Recife, que já foi tropical, agora é fria, chuvosa e triste, depois de passar por uma desconhecida mudança climática.
Na Quinta do Pensamento, a série “No Caminho do Bem” convida o público a refletir sobre o mal e suas representações, questionando se a prática espiritual tem o poder de domar os males humanos. Sérgio Besserman recebe o padre Luis Correa, o swami hindu Jitananda e o sheik Jihad Hammadeh para debater o tema. Iremos conhecer fiéis como a umbandista Jamile Moreira, a taoísta Til Pestana e o ex-presidiário evangélico Acácio de Farias, que nos contam como se trabalham internamente para enfrentar esses instintos mais negativos.

SEGUNDA DA MÚSICA
As Canções da Minha Vida (Série)
Gravada no ateliê do artista plástico Sérgio Marimba,“As Canções da Minha Vida” é uma série musical composta de 13 episódios que faz um grande painel da música brasileira. Vamos conhecer quais as músicas mais marcantes e que influenciaram artistas importantes, como: Maria Gadú, Geraldo Azevedo, Ana Cañas, Hamilton de Holanda, Leo Jaime e Odair José.Artistas brasileiros, com seus instrumentos, irão destrinchar sua trajetória artística através das músicas que os influenciaram, que serviram de inspiração e que o ajudaram a compor seu trabalho autoral. Uma grande homenagem à música brasileira feita por seus compositores e intérpretes. 

 
Episódio inédito – Paulinho Moska
Com Moska é sempre "Tudo Novo de Novo", como ele diz na sua canção que abre o Programa. Uma cabeça pensante, inspirada, um violão que emociona e um jeito de cantar daqueles que é assinatura. Um grande Artista! A música começou na sua casa com seus pais e irmãos. Paulinho é o caçula de quatro irmãos e juntando os gostos de todos da sua família e mais o que ouvia no rádio foi o que fez sua cabeça musical. Para nós ele trouxe uma versão inspirada de "Terra" do Caetano, "Enrosca" sucesso de Fabio Jr, "Sonhos" de Peninha e foi delicioso relembrar "Nuvem Passageira", sucesso único de Hermes Aquino. "A música é um perfume que fica no ar. A música nos desperta para enxergar alguma coisa e faz o instante ser mais intenso". 
Diretor:  Bruno Levinson
Duração: 26 min.
Estreia: 13 de fevereiro, segunda-feira, às 23h30.
Classificação: Livre
Horários alternativos:
Dia 14 de fevereiro, terça-feira, às 3h30 e às 17h30;
Dia 15 de fevereiro, quarta-feira, às 11h30;
Dia 18 de fevereiro, sábado, 21h30.

TERÇA DAS ARTES
Shoot Yourself (Documentário)
Explorando as possibilidades semânticas do verbo inglês "shoot" (que significa tanto "filmar" quanto "atirar"), este filme aborda os limites entre a performance e a fotografia, através da construção da imagem de si próprio. Fazem parte do projeto os artistas Tania Bruguera (Cuba), Gary Hill (Estados Unidos), Esther Ferrer (Espanha), Calvacreation (França), Cripta Djan (Brasil), Rebecca Horn (Alemanha), Pipilotti Rist (Suíça), Paula Garcia (Brasil) e Ghazel (Irã). 
Diretores: Paula Alzugaray e Ricardo Van Steen
Duração: 73 min
Exibição: 14 de fevereiro, terça-feira, às 23h35.
Classificação: Livre.
Horários alternativos:
Dia 15 de fevereiro, quarta-feira, às 2h35 e às 16h35;
Dia 16 de fevereiro, quinta-feira, às 10h35;
Dia 18 de fevereiro, sábado, às 10h30.

QUARTA DE CINEMA
“A Vida é Curta!” desta semana homenageia o diretor pernambucano Kleber Mendonça Filho
“Vinil Verde”, “Noite de Sexta, Manhã de Sábado”, “Eletrodoméstica” e “Recife Frio”. A faixa começa com “Vinil Verde”, em que uma mãe dá à filha uma caixa cheia de velhos disquinhos coloridos, porém, é impedida de ouvir o disco verde. Em “Noite de Sexta, Manhã de Sábado” é narrado a dificuldade de um relacionamento entre um homem e uma mulher, à distância. A ficção“Eletrodoméstica” retrata de forma crítica, o cotidiano da classe média urbana dos anos 90. Pra finalizar, “Recife Frio” apresenta a cidade brasileira de Recife, que já foi tropical, agora é fria, chuvosa e triste, depois de passar por uma desconhecida mudança climática.
Exibição: 15 de fevereiro, quarta-feira, às 20h
Classificação: Livre
Horários alternativos:
Dia 16 de fevereiro, quinta-feira, às 00h e às 14h;
Dia 17 de fevereiro, sexta-feira, às 8h;
Dia 18 de fevereiro, sábado, às 13h45.

Tudo por Amor ao Cinema (Documentário)
Tudo por Amor ao Cinema é um filme documentário sobre um dos personagens mais importantes da História do Cinema Brasileiro: Cosme Alves Netto (1937-1996). Mais conhecido como o "Cosme" da Cinemateca do MAM-RJ, e que esteve presente entre as décadas 50 a 80 em vários episódios da história do cinema brasileiro e latino-americano, sobretudo na luta por sua divulgação e preservação. Além de revelar a intimidade da vida deste amazonense-de-todo-mundo, Tudo por Amor ao Cinema é o único documentário brasileiro sobre a "cinefilia" e a arte de programar filmes. 
Diretor: Aurélio Michiles
Duração: 98 min
Exibição: 15 de fevereiro, quarta-feira, às 22h20.
Classificação: Livre
Horários alternativos:
Dia 16 de fevereiro, quinta-feira, às 2h20 e às 16h20;
Dia 17 de fevereiro, sexta-feira, às 10h20;
Dia 18 de fevereiro, sábado, às 22h.

QUINTA DO PENSAMENTO
No Caminho do Bem - O Mal e suas Representações (Série)
Se as religiões se dedicam a praticar o bem, fato é que o mal e suas representações também são amplamente presentes na maioria das tradições religiosas. Esse episódio de No Caminho do Bem pergunta: o que é o mal e como ele está presente em nossas vidas? 
DiretoresBárbara Kahane e Belisario Franca
Duração: 52 min
Estreia: 16 de fevereiro, quinta-feira, às 23h.
Classificação: Livre
Horários alternativos:
Dia 17 de fevereiro, sexta-feira, às 3h e às 17h;
Dia 18 de fevereiro, segunda-feira, às 12h;
Dia 19 de fevereiro, terça-feira, às 23h.


SEXTA DA SOCIEDADE
Pra Onde Corre o Rio – Sobre homens e jacarés - A luta pelas águas na Baixada de Jacarepaguá (Série)
Na maioria das lagoas e canais da Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes e Jacarepaguá, a chamada Baixada de Jacarepaguá, a taxa de oxigênio é zero. Nas águas negras sobrevivem apenas os jacarés, tanques de guerra que existem e resistem há 200 milhões de anos. Mas mesmo os jacarés estão fadados à extinção na região que leva seu nome. A temperatura determina o sexo desses animais. Na água quente de esgoto nascem somente machos, e eles já são 80% da população das lagoas. Remando contra a corrente de degradação, porém, o Movimento de Despoluição do Canal das Taxas, no Recreio, liderado por dois moradores incansáveis, tem conseguido mobilizar tanto a sociedade quanto o poder público em ações inéditas para tentar reverter o caos ambiental - e, quem sabe, salvar os jacarés. 
Diretora: Paula Fiuza
Duração: 32 min 
Exibição: 17 de fevereiro, sexta-feira, às 23h15.
Classificação: Livre.
Horários alternativos:
Dia 18 de fevereiro, sábado, às 3h15 e às 20h20;
Dia 19 de fevereiro, domingo, às 8h30;
Dia 20 de fevereiro, segunda-feira, 1h30.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo