terça-feira, 15 de agosto de 2017

As cidades pelas lentes da HBO


Nova York aos olhos de Lena Dunham e Los Angeles na visão de Issa Rae: as cidades onde se passam as histórias dos protagonistas das séries da HBO deixam sua marca no público, aumentando a vontade de conhecê-las em profundidade, além dos lugares destacados pelos guias turísticos.
As produções da HBO revelam os segredos das cidades e permitem um olhar sobre elas de outra perspectiva. Lugares marcados pelo mistério, pelo glamour ou até pela delinquência podem ter outra imagem depois que os conhecemos na tela. Estas são algumas das cidades que você pode conhecer do ponto de vista da HBO:
O mistério de Buenos Aires
A capital da Argentina se transformou em um dos personagens principais da produção original da HBO Latin America O Jardim de Bronze. A paisagem urbana se funde com a investigação e se apresenta como o pesadelo que vira realidade para o atormentado protagonista. Além das tradicionais atrações da mais europeia das cidades latino-americanas, na série conhecemos lugares que se destacam pela arquitetura e pelo mistério.
subte portenho é o metrô mais antigo da América Latina e, além de ligar vários bairros de Buenos Aires, é o cenário subterrâneo onde a história começa. O Palácio Barolo é o endereço do escritório do detetive Doberti. Quando foi construído, o grande edifício de 22 andares, que exibe uma combinação de estilos chamativa, era o mais alto do cone sul. O arquiteto que o projetou se inspirou na “Divina Comédia”, de Dante Alighieri, e a construção reflete suas três partes: Inferno, Purgatório e Céu. Seus 100 metros de altura correspondem aos 100 cantos da obra. Um túnel no porão leva a um antigo riacho canalizado. Além do Palácio Barolo, o imponente Museu de Ciências Naturais, com suas decorações baseadas na flora e na fauna nativas da Argentina, é uma peça-chave dessa série de suspense.
Baltimore, o berço de The Wire
A aproximadamente três horas ao sul de Nova York, Baltimore é a cidade que serve de cenário para a aclamada série The Wire e se tornou local de visitação dos fãs. Na internet há opções de itinerários para chegar aos pontos da cidade mais presentes na série. É fácil reconhecer locações importantes como The Pit, em McCollough Homes no lado oeste, endereço do famoso sofá alaranjado no qual D’Angelo e seu grupo passavam o tempo. O City Hall e o War Memorial Plaza também aparecem em vários episódios, com sua arquitetura imponente e amplo espaços urbanos abertos.
Muitas cenas foram gravadas na zona leste de Baltimore, simulando ser a zona oeste. Esse é o caso de Bond Street, uma das locações mais frequentes, por ser a rua da praça onde Marlo passava o tempo e fazia seus negócios. Na área também está o cruzamento da Bond Street com a Lafayette Avenue, que na série é o cenário de Hamsterdam, o lugar onde a polícia faz uma experiência com uma zona franca de venda de drogas. Também se destacam o edifício onde na série ficavam os quartéis da polícia, uma construção Bauhaus projetada por Mies van der Rohe.
O atrativo sul de Los Angeles de Issa Rae
A criadora e protagonista de Insecure, Issa Rae, contou que sua visão da cidade foi parte importante da trama da série. Los Angeles é uma das cidades mais retratadas pelo cinema e pela televisão; sua zona sul (South LA) tem a imagem de região perigosa, reduto de delinquência e drogas. No entanto, para Issa, que morou lá na infância e na juventude, trata-se de uma área cheia de vida, com um grande potencial e marcada pelas ricas culturas das comunidades de afro-americanos e latinos. As locações que aparecem na série são reais. Em Inglewood, bairro considerado a Beverly Hills da comunidade afro-americana, cuja população é composta por 47% de afro-americanos e 46% de latinos, fica o condomínio The Dunes, onde a protagonista dividiu o apartamento com o namorado. Na mesma região fica a Escola de Nível Médio Inglewood, que na série aparece como Escola de Nível Médio Thomas Jefferson, onde a protagonista trabalha com seus alunos na organização sem fins lucrativos We Got Y'all. Outros lugares de Los Angeles que aparecem na série ficam na área de Koreatown, como o restaurante que parece uma estufa para tomar um brunch, ou as colinas de Malibu, onde a protagonista vai fazer um tour de vinhos com as amigas.
A Nova York das millennials
Lena Dunham revolucionou o mundo - ou, pelo menos, um dos mundos -, com sua famosa fala no hotel Warwick, em que ela diz aos pais: “Eu quero ser a voz da minha geração. Ou, pelo menos, uma voz da minha geração”. A criadora de Girls apresentou pela primeira vez na tela versões realistas de temas cotidianos, como corpos femininos com celulite, sexo não-tão-bom-assim, trabalhos não muito bem-sucedidos e uma Nova York bem verdadeira. Dividindo um apartamento em Greenpoint, no Brooklyn, a protagonista tem que sobreviver desde o primeiro episódio com um orçamento mínimo. O bairro dos famosos tijolos vermelhos conseguiu transmitir a ideia de que é possível viver e curtir os privilégios da Big Apple por meio da realidade das protagonistas da série. Na India Street, uma das ruas mais ao norte da região, quase no Queens, fica o apartamento de Hannah. Também se destaca a segunda cafeteria de Ray, localizado onde na verdade funciona uma pizzaria: a Speedy Romeo, na Classon Avenue. Vários hotéis são cenários da série. Nos seus trabalhos como escritora Hanna conhece o Gramercy Park Hotel, um hotel butique que conta com um jardim privativo. Também aparecem o Jane Hotel Ballroom e o bar do Hotel Carlyle, onde Hannah e seus pais ouvem Judy Collins.
A cidade do Senhor de Senhores
Um homem com uma vida secreta como assassino de aluguel que ascende até se tornar o Senhor de Senhores na última temporada. Esta é a história de Sr. Ávila, produção original da HBO Latin America totalmente filmada em locações na Cidade do México. A série, escrita por Walter e Marcelo Slavich (Epitáfios), mostrou nas suas três temporadas diversos ângulos da capital mexicana, exibindo uma imagem diferente de uma cidade que é conhecida por ter sido fundada sobre o lago Texcoco e as ruínas da cidade capital asteca Tenochtitlan. A Cidade do México é a área urbana mais povoada da América Latina, e conta com diversos bairros que combinam perfeitamente com a história, que, segundo os roteiristas de Sr. Ávila, poderia acontecer em qualquer lugar da América Latina. Tepito, Ecatepec e Iztapalapa são das principais locações externas das gravações, que incluem cenas de ação com batidas, enfrentamentos e tiros. La Marquesa, uma reserva nacional a 34 quilômetros da capital, tem um protagonismo especial na terceira temporada. Uma das locações que se repete nas três temporadas é oPanteão Alemão, um grande cemitério no estilo parque que tem túmulos com jardim e uma estética funcional à produção, por proporcionar o âmbito perfeito para este assassino que usa uma funerária como fachada para as suas atividades secretas. 

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo