terça-feira, 14 de novembro de 2017

Documentário “Libertem Angela Davis” estreia com exclusividade no Curta!

Divulgação

Celebrando a semana da Consciência Negra, o documentário inédito na Tv “Libertem Angela Davis”, estreia na Sexta da Sociedade, 24, às 22h10. Dirigido por Shola Lynch, a obra retrata a vida da professora de filosofia que se destacou por seu engajamento em defesa dos direitos humanos, especialmente das mulheres e dos negros. A obra reconstitui ainda o período de sua prisão,em 1970, enquanto defendia três prisioneiros negros. Na época, foi realizada uma grande campanha por sua libertação, que envolveu inclusive a composição de músicas em sua defesa por John Lennon e os Rolling Stones. Davis acabou sendo inocentada e, até hoje, é símbolo na luta pelos direitos civis. "Libertem Angela Davis" já está disponível na plataforma on demand NOW, para assinantes da Net.


Seguindo com as comemorações da semana, a faixa “A Vida é Curta”, na Quarta do Cinema, 22, exibe três produções com essa temática. Às 20h, “Babás”, de Consuelo Lins, mistura elementos autobiográficos com uma extensa reflexão sobre o papel e a presença das babás no cotidiano de diversas famílias brasileiras. Na sequência, “Manis Propres”, de Louise Botkay, retrata a relação de dependência entre colonizadores e colonizados e o desejo do homem branco de capturar a imagem clichê da grande pobreza africana. Para finalizar, a produção “Macau, do Jeito que sua Alma Entende”, de Daniel Tupinambáregistra o lançamento do primeiro disco de Macau, compositor da lendária canção "Olhos Coloridos", imortalizada na voz de Sandra de Sá.

Ainda na Quarta de Cinema, às 23h, o episódio inédito da série “Luz & Sombra - Fotógrafos do Cinema Brasileiro” traz Fernando Duarte, fotografo carioca radicado em Brasília, um dos responsáveis pelas características visuais do Cinema Novo: preferência pela luz natural, fortes contrastes e diafragma aberto. Seu primeiro trabalho no cinema foi como assistente de câmera em Cinco Vezes Favela (1961). Ao longo do episódio, Fernando aborda sua paixão pela película e a importância da luz e da sombra na fotografia. Conta também sobre seus trabalhos nos filmes: Ganga Zumba (1963), A Grande Cidade (1966), a primeira fase de O Cabra Marcado para Morrer (1964), a parceria com David Neves em Flamengo Paixão (1980) e Luz Del Fuego (1982). Ele relembra ainda como montou o primeiro curso de cinema no Brasil na UnB com Vladimir de Carvalho.

Com narração de Fernanda Montenegro, o episódio da série exclusiva “Imortais da Academia”, desta Quinta do Pensamento, 16, às 23h30, destaca a cadeira número 10 da Academia Brasileira de Letras, mais conhecida como “A cadeira dos exilados”. Atualmente, ela é ocupada pela escritora e ensaísta Rosiska Darcy de Oliveira, que fala de sua trajetória e é ponto de partida para as histórias de outros de seus antecessores notáveis, como o advogado, jornalista, jurista, político, diplomata, ensaísta e orador Rui Barbosa. O jornalista Lêdo Ivo é outro nome que ganha destaque neste episódio, acadêmico que, por coincidência ou não, se autodenominou “exilado na multidão”. Produzida pela Giros e dirigida por Belisario Franca, “Imortais da Academia” conduz o público em um passeio pelo presente e pelo passado da ABL e é uma série financiada pelo Fundo Setorial Audiovisual, o FSA.

Na Segunda da Música, 20, às 21h30, é a vez de conferir a trajetória musical do paulista Itamar Assumpção através do longa-metragem “Daquele instante em diante”, do diretor Rogério Velloso. A produção reúne imagens raras de acervos e de arquivos particulares do cantor e compositor, percorrendo sua história desde os anos da vanguarda paulista, em 1980, até a sua morte aos 53 anos.

SEGUNDA DA MÚSICA
Daquele Instante em Diante (Documentário)
O Nego Dito Itamar Assumpção em um documentário que percorre sua trajetória musical, desde os anos da vanguarda paulista na década de 1980 até a sua morte aos 53 anos. Com depoimentos daqueles que conviveram com o artista, o filme reúne uma seleção de imagens raras garimpadas em acervos e arquivos particulares, que mostram sua presença antológica nos palcos, além dos momentos de intimidade entre os amigos e familiares.

Diretor: Rogério Velloso
Duração: 110 min
Exibição: 20 de novembro, segunda-feira, às 21h30.
Classificação: 12 anos.
Horários alternativos:
Dia 21 de novembro, terça-feira, às 1h30 e às 15h30;
Dia 22 de novembro, quarta-feira, às 9h30;
Dia 25 de novembro, sábado, às 22h.


TERÇA DAS ARTES
Assim É, se Lhe Parece (documentário)
O artista plástico Nelson Leirner revela-se neste documentário despojado sobre a rotina e a intimidade de um criador iconoclasta. "Eu não queria ser artista, eu não queria ser nada", afirma, ironicamente, ao relembrar sua trajetória. Avesso à formação e aos preceitos tradicionais das academias de arte, apropriou-se com liberdade e sem preconceitos das informações e ferramentas que lhe serviram para a criação artística.  

Diretora: Carla Gallo 
Duração: 75 min
Exibição: 21 de novembro, terça-feira, às 22h30.
Classificação: 12 anos.
Horários alternativos:
Dia 22 de novembro, quarta-feira, às 2h30 e às 16h30;
Dia 23 de novembro, quinta-feira, 10h30;
Dia 25 de novembro, sábado, 10h05.


QUARTA DE CINEMA
Curta! seleciona produções em celebração ao dia da Consciência Negra
Essa semana, a faixa “A Vida é Curta” exibe uma coletânea de três filmes com a temática voltada ao dia da consciência negra. São eles: “Babás”“Mains Propres” e “Macau, do Jeito que sua Alma Entende”.  Dirigido por Consuelo Lins, o curta“Babás” constrói uma narrativa pessoal sobre a presença das babás no cotidiano de inúmeras famílias brasileiras, mostrando uma situação em que o afeto é genuíno, mas não dissolve a violência. Em seguida, “Manis Propres”, de Louise Botkay, apresenta um olhar sobre o tema da dependência entre colonizadores e colonizados e o desejo do homem branco de capturar a imagem clichê da grande pobreza africana. Para finalizar, a produção “Macau, do Jeito que sua Alma Entende”, de Daniel Tupinambáapresenta o lançamento do primeiro disco de Macau, compositor da lendária canção "Olhos Coloridos", imortalizada na voz de Sandra de Sá.

Exibição: 22 de novembro, quarta-feira, às 20h.
Classificação: Livre
Horários alternativos:
Dia 23 de novembro, quinta-feira, às 00h e às 14h;
Dia 24 de novembro, sexta-feira, às 8h;
Dia 25 de novembro, sábado, às 14h15.


Luz & Sombras- Fotógrafos do Cinema Brasileiro (Série)
Luz & Sombra - Fotógrafos do Cinema Brasileiro é uma série documental que aponta suas lentes para aqueles que sempre estiveram por trás das câmeras. A cada episódio, observamos a trajetória de um importante fotógrafo cinematográfico, ouvindo suas experiências e revisitando os filmes que marcaram sua carreira.

Episódio inédito – Fernando Duarte
Carioca radicado em Brasília, mestre da fotografia fixa, foi um dos principais fotógrafos do cinema novo. Sua carreira no cinema começou como assistente de câmera em 5 vezes favela (1962). Fernando conta causos de seus primeiros filmes: Ganga Zumba (1963), e A Grande Cidade (1966), a primeira fase de O Cabra Marcado para Morrer (1964). Conta também como montou com Vladimir de Carvalho o primeiro curso de cinema no Brasil na UnB, onde fizeram o filme Vestibular 70; A parceria com David Neves em Flamengo Paixão (1980) e Luz Del Fuego (1982). Fala ainda sobre sua paixão pela película e a importância da luz e da sombra na fotografia.  

Diretores: Betse de Paula e Jacques Cheuiche
Duração: 47 min
Estreia: 22 de novembro, quarta-feira, às 23h.
Classificação: Livre
Horários alternativos:
Dia 23 de novembro, quinta-feira, às 3h e às 17h;
Dia 24 de novembro, sexta-feira, às 21h;
Dia 25 de novembro, sábado, às 21h45.


QUINTA DO PENSAMENTO
Imortais da Academia (Série)
Ao longo de 42 episódios, a série Imortais da Academia faz um passeio pelo presente e pelo passado da Academia Brasileira de Letras. Essa caminhada por entre as eternizadas cadeiras de uma das mais respeitadas instituições culturais do país é conduzida pelos próprios acadêmicos e também por estudiosos de diferentes áreas. Os episódios mostram o espectro multifacetado que compõe a Academia e, por meio da genealogia de cada uma de suas quarenta cadeiras, contam a história não só da literatura nacional, mas do Brasil e de seu tempo. Isso porque a série revela a casa de Machado de Assis para além da congregação de ilustres pensadores brasileiros: também como um agente enraizado no tempo e no espaço, reflexo e propositor de transformações socioculturais em um país em constante transformação.

Episódio Inédito - Cadeira 10: Exilados na escuridão
O décimo episódio da série Imortais da Academia chega à cadeira de número 10 da Academia Brasileira de Letras, aquela que é dita "a cadeira dos exilados". Isso porque foi fundada por alguém que viveu de perto as agruras de um degredo, Rui Barbosa, e hoje é ocupada por outro alguém que bem sabe das venturas e desventuras de viver, à revelia, longe da própria pátria: Rosiska Darcy de Oliveira. Além disso, é uma cadeira que muitas vezes abrigou notáveis de outros estados brasileiros que não o Rio de Janeiro, onde é sediada a Academia. Os nomes que ganham destaque neste episódio são o de Lêdo Ivo - que poeticamente se autodenominou um "exilado na multidão" -, o de Rui Barbosa e o de Rosiska. 

Diretor: Belisario Franca 
Duração: 26 min
Estreia: 23 de novembro, quinta-feira, às 23h30.
Classificação: Livre.
Horários alternativos:
Dia 24 de novembro, sexta-feira, às 3h30 e às 17h30;
Dia 26 de novembro, domingo, às 00h;
Dia 27 de novembro, segunda-feira, às 11h30.


SEXTA DA SOCIEDADE
Libertem Angela Davis (Documentário)
O documentário retrata a vida de Angela Davis, uma jovem professora universitária nascida no Alabama e conhecida pelo seu interesse na defesa dos direitos humanos. Ao ficar do lado de três prisioneiros negros nos anos 1970, ela entra para a lista das dez pessoas mais procuradas do FBI e se torna a mulher mais caçada dos Estados Unidos. 

Diretora: Shola Lynch
Duração: 97 min
Estreia: 24 de novembro, sexta-feira, às 22h10.
Classificação: 12 anos.
Horários alternativos:
Dia 25 de novembro, sábado, às 2h45 e às 11h30;
Dia 26 de novembro, domingo, 22h;
Dia 27 de novembro, segunda-feira, 16h10.


Sobre o Curta!
Dedicado às artes, cultura e humanidades, o Curta! é um canal independente que acolhe a experimentação e se orgulha de ser um parceiro dos realizadores, artistas, criadores e produtores independentes. Com o compromisso de transmitir 12 horas por dia de programação nacional independente, os principais segmentos temáticos da programação são música, dança, teatro, artes visuais, meta-cinema, filosofia, literatura, história-política e sociedade.

O Curta! pode ser visto nos canais 56 e 556 da NET, 56 na Claro TV, 76 na Oi TV e como opcional à la carte na Vivo e GVT nos canais 664 (fibra), 132 (DTH - antiga GVT) e 552 (DTH - Vivo).

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo