quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Estreia no Curta! “Sal da Terra”, documentário indicado ao Oscar sobre Sebastião Salgado

Divulgação

A trajetória do aclamado fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, que percorre os lugares mais distantes do planeta capturando registros extraordinários com seu olhar apurado, é revelada no documentário “Sal da Terra”, que o Curta! exibe na Terça das Artes, 5, às 22h. Indicado ao Oscar de melhor documentário em 2015, “Sal da Terra”, que também recebeu menção honrosa na mostra Un Certain Regard do Festival de Cannes de 2014, mostra a obra de Sebastião Salgado e sua forma de se aproximar da natureza para retratá-la. Dirigido pelo brasileiro Juliano Salgado, filho de Sebastião, e pelo diretor alemão Wim Wenders, o filme passeia por imagens capturadas pelo fotógrafo ao longo de mais de quatro décadas de viagens por todo o mundo, incluindo visitas a áreas isoladas de todo contato humano.


A arte que vem do barro e a influência da terra na cultura e na vida dos moradores da região de Veredas, no Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, entra em destaque na Sexta da Sociedade, 8, às 22h30. O Curta! apresenta o documentário“Do pó da terra”. O filme é a estreia do fotógrafo Maurício Nahas como diretor de cinema e revela o cotidiano de 12 ceramistas, na maioria mulheres, que encontram no artesanato sua sobrevivência e também sua identidade. Nahas apresenta as trajetórias individuais que formam a coletividade cultural da região e a levam até o exterior, como Izabel Mendes da Cunha, a primeira artesã do Jequitinhonha a ter seu trabalho reconhecido fora do país.

Na Quarta de Cinema, 6, a faixa “A Vida é Curta” apresenta uma seleção de filmes policiais. Abrindo a sessão especial, às 20h, “Dossiê Rê Bordosa”, de Cesar Cabral. O documentário em animação stop motion investiga os motivos reais que levaram o icônico cartunista Angeli a matar sua mais famosa criação, Rê Bordosa. Na sequência, é a vez de “Chapa”, de Fábio Montanari. Vencedor dos prêmios “Aquisição Canal Curta!” e “Porta Curtas” no Festival Internacional de Curtas de São Paulo de 2015, “Chapa” conta a história de dois amigos, Chapa e Feola, que são injustamente demitidos da padaria onde trabalharam por mais de 20 anos. Eles decidem se vingar e assaltar o local. Mas a dupla precisa realizar o crime antes que o primeiro jogo do Brasil na Copa comece. Encerrando a sessão com filmes policiais, é a vez de “Ao meu pai com carinho”. O público vai poder conferir a atuação do cantor e ator Tiago Abravanel antes de se tornar famoso.  Em 2010, com visual bem diferente, ele interpretou o jovem entediado Bruno no filme de Fausto Noro. Em “Ao meu pai com carinho”, o personagem atende uma ligação telefônica de bandidos que haviam raptado um jovem, vítima de sequestro–relâmpago. Acreditando ser um trote, Bruno resolve brincar com os sequestradores.

Ainda na Quarta de Cinemaàs 23h, o episódio inédito da série “Luz & Sombra - Fotógrafos do Cinema Brasileiro”apresenta a trajetória do diretor de fotografia Cezar Moraes, que estabeleceu uma estreita relação com o cinema infantil ao trabalhar em diversos filmes dos Trapalhões na década de 1980. Sobrinho do também diretor de fotografia Fernando Duarte, um dos principais responsáveis pelas características visuais do Cinema Novo, Cezar Moraes também experimentou técnicas na produção audiovisual brasileira, como quando fotografou "Era Uma Vez..." (1993), com técnicas de vidro pintado, o chamado Matte Painting. Além disso, foi o pioneiro da captação digital no Brasil, trazendo dos Estados Unidos os equipamentos e a técnica para filmar em HD "Xuxa e os Duendes" (2001), o primeiro filme em digital feito no país. Antes disso, porém, Cezar Moraes trabalhou como assistente de câmera durante 12 anos até se consolidar como diretor.

Na Quinta do Pensamentoàs 23h30, o episódio inédito da série exclusiva “Imortais da Academia” passeia pela cadeira de número 12 da Academia Brasileira de Letras e revela alguns de seus principais ocupantes. O programa traz a genealogia da posição, desde o seu patrono, o comediógrafo França Júnior, passando pelo fundador, o folhetinista Urbano Duarte e vai até o atual ocupante da cadeira número 12, o crítico Alfredo Bosi. Produzida pela Giros e dirigida por Belisario Franca, “Imortais da Academia” conduz o público em um passeio pelo presente e pelo passado da ABL e é uma série financiada pelo Fundo Setorial Audiovisual, o FSA.


SEGUNDA DA MÚSICA
Vinícius (Documentário)
A montagem de um show é o ponto de partida para a reconstituição de uma trajetória sem paralelos no cenário cultural do país. A vida, os amigos, os amores de Vinicius de Moraes, autor de mais de 400 poesias e cerca de 400 letras de música. A essência criativa do artista e filósofo do cotidiano e as transformações do Rio de Janeiro são mostradas através de raras imagens de arquivo, entrevistas e interpretação de muitos de seus clássicos. 

Diretor: Miguel Faria Jr. 
Duração: 120 min
Exibição: 04 de dezembro, segunda-feira, às 20h30.
Classificação: Livre.
Horários alternativos:
Dia 05 de dezembro, terça-feira, às 00h30 e às 14h30;
Dia 06 de dezembro, quarta-feira, às 8h30;
Dia 09 de dezembro, sábado, às 21h40.


TERÇA DAS ARTES
O Sal da Terra (Documentário)
Conheça a trajetória do renomado fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, desde seus primeiros trabalhos em Serra Pelada, o registro da miséria na África e no Nordeste do Brasil até sua obra-prima, "Gênesis".  

Diretores: Wim Wenders e Juliano Ribeiro Salgado
Duração: 111 min
Estreia: 05 de dezembro, terça-feira, às 22h10.
Classificação: Livre.
Horários alternativos:
Dia 06 de dezembro, quarta-feira, às 2h10 e às 16h10;
Dia 07 de dezembro, quinta-feira, 10h10;
Dia 09 de dezembro, sábado, 10h45.


QUARTA DE CINEMA
“A Vida é Curta” traz sequência de filmes com um toque de drama policial.
O Curta! exibe, nesta quarta, produções quem envolvem algum tipo de crime: “Dossiê Rê bordosa”, “Chapa” “Ao Meu Pai Com Carinho”. De Cesar Cabral, a animação em stopmotion “Dossiê Rê bordosa” investiga o motivo que levou Angeli a matar a personagem Rê Bordosa. Em seguida, o curta vencedor dos Prêmios Aquisição Canal Curta!  e Porta Curtas no Festival Internacional de Curtas de São Paulo 2015 “Chapa”, de Fábio Montanari, conta a história de dois funcionários de uma padaria que decidem assaltar o antigo local onde trabalhavam por mais de 20 anos, mas precisam terminar antes que o primeiro jogo do Brasil na Copa comece. Para finalizar, “Ao Pai Com Carinho”, de Fausto Noro, apresenta Marcio, um jovem de classe média-alta, que é vítima de um sequestro-relâmpago. Os bandidos erram a ligação telefônica e acabam negociando com Bruno, um jovem entediado de passar as tardes junto com os amigos e jogos eletrônicos. Bruno, pensando se tratar de um trote, decide entrar na "brincadeira" e acaba surpreendendo os sequestradores.

Exibição: 06 de dezembro, quarta-feira, às 20h.
Classificação: Livre
Horários alternativos:
Dia 07 de novembro, quinta-feira, às 00h e às 14h;
Dia 08 de dezembro, sexta-feira, às 8h;
Dia 09 de dezembro, sábado, às 14h.


Luz & Sombra - Fotógrafos do Cinema Brasileiro (Série)
Luz & Sombra - Fotógrafos do Cinema Brasileiro é uma série documental que aponta suas lentes para aqueles que sempre estiveram por trás das câmeras. A cada episódio, observamos a trajetória de um importante fotógrafo cinematográfico, ouvindo suas experiências e revisitando os filmes que marcaram sua carreira.

Episódio inédito – Truques e Magias de Cezar Moraes
Cezar Moraes foi assistente de câmera por 12 anos até se consolidar como diretor de fotografia. Fez diversos filmes dos Trapalhões nos anos 80 e estabeleceu, até hoje, uma relação estreita com o cinema infantil.

Diretores: Betse de Paula e Jacques Cheuiche
Duração: 54 min
Estreia: 06 de dezembro, quarta-feira, às 23h.
Classificação: Livre.
Horários alternativos:
Dia 07 de dezembro, quinta-feira, às 3h e às 17h;
Dia 08 de dezembro, sexta-feira, às 11h;
Dia 09 de dezembro, sábado, às 20h35


QUINTA DO PENSAMENTO
Imortais da Academia (Série)
Ao longo de 42 episódios, a série Imortais da Academia faz um passeio pelo presente e pelo passado da Academia Brasileira de Letras. Essa caminhada por entre as eternizadas cadeiras de uma das mais respeitadas instituições culturais do país é conduzida pelos próprios acadêmicos e também por estudiosos de diferentes áreas. Os episódios mostram o espectro multifacetado que compõe a Academia e, por meio da genealogia de cada uma de suas quarenta cadeiras, contam a história não só da literatura nacional, mas do Brasil e de seu tempo. Isso porque a série revela a casa de Machado de Assis para além da congregação de ilustres pensadores brasileiros: também como um agente enraizado no tempo e no espaço, reflexo e propositor de transformações socioculturais em um país em constante transformação.

Episódio Inédito - Cadeira 12: tão diferentes de nós mesmos quanto dos outros
Este episódio faz um passeio pela genealogia da cadeira 12 da Academia Brasileira de Letras, debruçando-se sobre o legado do comediógrafo França Júnior, do folhetinista Urbano Duarte e do crítico Alfredo Bosi.

Diretor: Belisario Franca 
Duração: 26 min
Estreia: 07 de dezembro, quinta-feira, às 23h30.
Classificação: Livre.
Horários alternativos:
Dia 08 de dezembro, sexta-feira, às 3h30 e às 17h30;
Dia 10 de dezembro, domingo, às 00h;
Dia 11 de dezembro, segunda-feira, às 11h30.


SEXTA DA SOCIEDADE
Do Pó da Terra (Documentário)
Muitos rótulos e pré-conceitos já estiveram ligados ao Vale do Jequitinhonha, em Minas Gerais, região de veredas, com artistas que transformam nacos de terra em universos de fantasia. Homens e mulheres, tingidos de barro, maltratados pelo vício, explorados pela ganância, subjugados pela própria sorte, resistentes, guerreiros que desafiam todo dia os inúmeros números cruéis das estatísticas públicas. A resignação dessas pessoas vem do pó da terra que um dia gerou o homem, que um dia manchou o rio, que um dia criou obras de arte. "Do Pó da Terra" retrata a vida dessa gente, desse lugar, do qual já ouvimos falar um dia, ao longe; do qual já esbarramos ao acaso no telejornal; do qual já sentimos piedade à distância.

Diretor: Mauricio Nahas
Duração: 77 min
Estreia: 08 de dezembro, sexta-feira, às 22h30.
Classificação: Livre.
Horários alternativos:
Dia 09 de dezembro, sábado, às 2h30 e às 9h;
Dia 10 de dezembro, domingo, 20h;
Dia 11 de dezembro, segunda-feira, 16h30.


Sobre o Curta!
Dedicado às artes, cultura e humanidades, o Curta! é um canal independente que acolhe a experimentação e se orgulha de ser um parceiro dos realizadores, artistas, criadores e produtores independentes. Com o compromisso de transmitir 12 horas por dia de programação nacional independente, os principais segmentos temáticos da programação são música, dança, teatro, artes visuais, meta-cinema, filosofia, literatura, história-política e sociedade.

O Curta! pode ser visto nos canais 56 e 556 da NET, 56 na Claro TV, 76 na Oi TV e como opcional à la carte na Vivo e GVT nos canais 664 (fibra), 132 (DTH - antiga GVT) e 552 (DTH - Vivo).

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo