sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Filmes na TV Brasil de 19 a 25/02/2018

Segunda-feira, 19 de fevereiro

Tigre Branco
23h45, na TV Brasil

Ano: 2012. País de origem: Rússia. Gênero: drama/guerra. Direção: Karen Shakhnazarov. Elenco: Aleksey Vertkov, Dmitriy Bykovskiy-Romashov, Vitaliy Kishchenko, Valeriy Grishk, Vilmar Bieri, Klaus Grünberg .

Encontrado quase morto entre os destroços fumegantes no campo de batalha, o condutor de tanque de guerra Ivan Naidionov tem uma recuperação surpreendente que desafia a capacidade de compreensão dos médicos.

Mais misteriosa se torna a história quando ele revela que foi atingido pelo Tigre Branco, indestrutível tanque alemão que surge e desaparece por encanto, deixando um rastro de destruição e morte.

Ligados por um elo sobrenatural, o homem e a máquina se empenham numa batalha que se projeta para além daqueles tempos.

"Tigre Branco" representou a Rússia na disputa do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 2012.

Inédito. 104 min.
Classificação Indicativa: 14 anos
Horário: 23h45



Terça-feira, 28 de novembro

Vai Trabalhar, Vagabundo!
23h45, na TV Brasil

Ano: 1973. Gênero: comédia. Direção: Hugo Carvana. Elenco: Hugo Carvana, Nelson Xavier, Paulo César Pereio, Odete Lara, Otávio Augusto, Valentina Godoy, Rose Lacreta, Lutero Luiz, Nelson Dantas, Zezé Motta, Fregolente, Wilson Grey.

Dino, típico malandro carioca, sai da prisão e dedica seus primeiros momentos a admirar sua bem-amada cidade do Rio de Janeiro. As ruas fervilham de gente alegre e desinibida.

Sem nada mais estimulante a fazer, Dino dirige-se para o Jockey Club Brasileiro onde reencontra um velho amigo, Tainha, que lhe entrega mil cruzeiros para serem jogados numa 'barbada', no páreo seguinte.

Ao se dirigir às apostas com o dinheiro na mão, Dino esbarra com Shirley, doméstica da Zona Sul e mulata do tipo 'exportação', que mexe com todos os seus estímulos, fazendo-o negligenciar a aposta.

Programa traçado, os dois vão parar numa gafieira. E a noitada gloriosa tem seu epílogo no apartamento onde Shirley trabalha, em boa hora desocupado de patrões impertinentes.

Primeiro filme dirigido por Hugo Carvana, que também protagoniza a trama, “Vai Trabalhar, Vagabundo!” (1973) tem grande elenco que reúne nomes como Nelson Xavier, Paulo César Pereio, Odete Lara, Otávio Augusto e Zezé Motta.

A comédia conquistou diversos prêmios. No Festival de Gramado, ganhou na categoria Melhor Filme. O diretor Hugo Carvana recebeu o Prêmio Especial no Prêmio Air France.

O longa também recebeu o Prêmio Coruja de Ouro do Instituto Nacional de Cinema enquanto Armando Costa e Hugo Carvana foram reconhecidos na categoria Melhor Roteiro.

“Vai Trabalhar, Vagabundo!” também levou o Prêmio Cariddi de Ouro no Festival de Taormina (Itália). O filme também foi lembrado com os Prêmios de Melhor Argumento para Armando Costa Armando e Hugo Carvana no Festival de Messina (Itália) que também premios Chico Buarque e Roberto Menescal na categoria Melhor Música.

Reprise. 100 min.
Classificação Indicativa: 16 anos
Horário: 23h45


Quarta-feira, 21 de fevereiro

Um Caipira em Bariloche
23h45, na TV Brasil

Ano: 1973. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner e Amácio Mazzaropi, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Beatriz Bonnet, Ivan Mesquista, Carlos Valone.

Polidoro, um fazendeiro ingênuo cai na conversa do genro e vende suas terras para um vigarista que engana a todos, inclusive sua própria esposa, uma argentina honesta e desiludida com o amor.

Por pura armação, os dois acabam indo parar em Bariloche e lá na neve, em meio a confusões e gargalhadas, o caipira começa a juntar os fatos e retorna para desmascarar os vilões.

A comédia promete muitas risadas e momentos de diversão, intriga e suspense para a plateia. O longa “Um caipira em Bariloche” foi uma das maiores bilheterias de toda a carreira do saudoso humorista Amácio Mazzaropi.

Reprise. 100 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 23h45


Quinta-feira, 22 de fevereiro

Domésticas
23h45, na TV Brasil

Ano: 2001. Gênero: comédia. Direção: Fernando Meirelles e Nando Olival, com Cláudia Missura, Graziela Moretto,Lena Roque, Olívia Araújo, Renata Melo, Robson Nunes.

Cida, Roxane, Quitéria, Raimunda e Créo pertencem a um segundo Brasil, quase invisível. Uma quer casar, a outra quer ser atriz de telenovela, a outra julga que a sua missão é servir Deus e a sua patroa. Têm diferentes visões do paraíso mas vivem no mesmo inferno: o das empregadas domésticas.

“Domésticas” foi vencedor de diversos prêmios nacionais e internacionais, como o do Festival de Cinema do Recife: melhor fotografia, melhor atriz; Cine Ceará, Brasil: melhor atriz; Ajijic Festival Internacional de Cine, México: melhor filme independente; Cinélatino, Rencontres de Toulouse, França: melhor filme; Cinema Novo Film Festival, Bélgica: prêmio do jovem júri.

Entre os filmes de Fernando Meirelles estão “O menino maluquinho” (1998), “Cidade de Deus” (2002), “O jardineiro fiel” (2005), “A verdade de cada um” (2013) e “Experientes” (2015).

Reprise. 90 min.
Classificação Indicativa: 18 anos
Horário: 23h45


Sábado,  24 de fevereiro

Jeca e seu filho preto
16h, na TV Brasil

Ano: 1978. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner. Codireção: Berilo Faccio, com Amácio Mazzaropi, Mazzaropi, Geny Prado, Yara Lins, Elizabeth Hartman, Denise Assunção.

Em plenos anos 1970, Amácio Mazzaropi, com seu jeito simples, falou às multidões sobre assuntos importantes como o preconceito racial. Neste filme, o saudoso humorista interpreta Zé, o pai de um rapaz (misteriosamente) negro.

O fato nunca pareceu lhe atormentar, mas incomoda os outros quando seu filho se enamora de uma moça branca filha de um rico fazendeiro.

Reprise. 104 min.
Classificação Indicativa: Livre
Horário: 16h

El Corredor Nocturno (O Corredor Noturno)
às 23h30, na TV Brasil  

Ano: 2009. País: Espanha. Gênero: thriller. Direção: Gerardo Herrero.Elenco: Leonardo Sbaraglia, Miguel Angel Solá, Erika Rivas, Santiago Daicz, Juana Daicz.

O thriller "O Corredor Noturno" tem roteiro baseado na obra homônima do escritor uruguaio Hugo Burel. A coprodução entre Espanha e Argentina é dirigida por Gerardo Herrero.
Na trama, o personagem Eduardo é um gerente de uma companhia de seguros que vive sob constante pressão. Para aliviar o stress do trabalho, ele costuma sair para correr.
Ao retornar de uma viagem de negócios, no aeroporto, um homem chamado Raymond Conti se apresenta e mantém com ele uma conversa aparentemente casual em que o encoraja a mudar sua vida para ser livre.
Ao lado deles está Clara, a psicóloga doce e compreensiva que ama Eduardo, mas que, em uma encruzilhada, pode ser manipuladora e inflexível. Depois disso, Eduardo volta para casa, com sua esposa e filha.
A partir do encontro tudo muda para Eduardo e sua vida diária começa a se deslizar para um território ambíguo em que as certezas desaparecem. Conti tem planos e irá até o limite para alcançar seu propósito.
Com roteiro baseado na obra homônima do escritor uruguaio Hugo Burel, o filme coproduzido por Espanha e Argentina é dirigido por Gerardo Herrero.

Reprise. 98 min
Classificação Indicativa: 18 anos
Horário: 23h30



Mariposa Negra
sábado para domingo (dia 24/25), à 1h, na TV Brasil

Ano 2006. Peru.  Direção: Francisco Lombardi. Roteiro: Giovanna Pollarolo. Com: Melania Urbina, Magdyel Ugaz, Ivonne Fraysinett, Gustavo Bueno, Wendy Vázquez e Luis Homar.

Gabriela (Melania Urbina) é uma jovem professora que namora o juiz Guido Pazos (Darío Abad). O rapaz, considerado um profissional incorruptível, é assassinado em circunstâncias estranhas, levando a moça ao desespero.

Logo depois do acontecimento brutal, uma matéria publicada num jornal sensacionalista relaciona sua morte a uma festa gay. A situação deixa Gabriela ainda mais revoltada, fazendo com que tente buscar a verdade sobre o ocorrido de qualquer forma.

Gabriela resolve, então, ir ao jornal onde conhece Ángela (Magdyel Ugaz), autora do artigo, e que também está determinada a descobrir os interesses por trás do crime. Ambas terminam por penetrar numa rede de corrupção envolvendo o alto escalão do governo peruano, que envolve o próprio Chefe do Serviço de Inteligência do Governo, Vladimiro Montesinos.

O drama peruano “Mariposa Negra” conquistou o prêmio de Melhor Atriz (Melania Urbina) no Festival de Biarritz (França). A mesma categoria rendeu o reconhecimento de Melhor Atriz para Magdyel Ugaz no Festival do Ceará. No Festival de  Montreal (Canadá), o diretor Francisco Lombardi foi homenageado com o Prêmio Glauber Rocha.


Reprise. 118 min
Classificação indicativa: 18 anos
Horário: 1h

Tigre Branco
3h, na TV Brasil

Ano: 2012. País de origem: Rússia. Gênero: drama/guerra. Direção: Karen Shakhnazarov. Elenco: Aleksey Vertkov, Dmitriy Bykovskiy-Romashov, Vitaliy Kishchenko, Valeriy Grishk, Vilmar Bieri, Klaus Grünberg .

Encontrado quase morto entre os destroços fumegantes no campo de batalha, o condutor de tanque de guerra Ivan Naidionov tem uma recuperação surpreendente que desafia a capacidade de compreensão dos médicos.

Mais misteriosa se torna a história quando ele revela que foi atingido pelo Tigre Branco, indestrutível tanque alemão que surge e desaparece por encanto, deixando um rastro de destruição e morte.

Ligados por um elo sobrenatural, o homem e a máquina se empenham numa batalha que se projeta para além daqueles tempos.

"Tigre Branco" representou a Rússia na disputa do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 2012.

Reprise. 104 min.
Classificação Indicativa: 14 anos
Horário: 3h


Domingo, 25 de fevereiro

Porfírio
domingo para segunda, dia 25/26, à 1h


Ano: 2011. País: Colômbia. Idioma original: espanhol. Gênero: comédia dramática. Direção: Alejandro Landes. Roteiro: Alejandro Landes.

Porfírio era um agricultor próspero que havia depositado grandes esperanças no futuro, até que o conflito na Colômbia o deixou em uma cadeira de rodas. Com a falta de apoio de um Estado indiferente, Porfirio decide fazer justiça com as próprias mãos e por meios não convencionais.

Com base em uma história real que ocorreu em 2001, o filme conduz o espectador, pelo ponto de vista poético e cotidiano, à alma e aos sonhos do protagonista.

Entre os prêmios conquistados por “Porfirio” estão o do Festival Internacional de Cinema de Cartagena de Indias, Colômbia: Melhor Imagem, Melhor Diretor; World Cinema Amsterdam Festival, Holanda: Prêmio do Júri; Festival de Biarritz - cinémas et cultures d'amérique latine, França: Prêmio do Júri, Melhor Ator (Porfirio Ramírez); Festival Internacional de Cinema de Salónica, Grécia: Inovação e Originalidade.

Reprise. 102 min.
Classificação indicativa: 16 anos
Horário: 1h

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo