sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Filmes na TV Brasil de 24/02 a 04/03/2018

"O Corredor Noturno"
Sábado, 24 de fevereiro, às 23h30

No thriller "O Corredor Noturno", o personagem Eduardo é gerente em uma companhia de seguros e vive sob constante pressão. Para aliviar o stress do trabalho, ele costuma correr.
Ao retornar de uma viagem de negócios, no aeroporto, um homem chamado Raymond Conti se apresenta e mantém com ele uma conversa aparentemente casual em que o encoraja a mudar sua vida para ser livre.
Ao lado deles está Clara, a psicóloga doce e compreensiva que ama Eduardo, mas que pode ser manipuladora e inflexível.
Depois do encontro, tudo muda para Eduardo e sua vida diária começa a deslizar para um território ambíguo em que as certezas desaparecem. Conti tem planos e irá até o limite para alcançar seu propósito.
Com roteiro baseado na obra homônima do escritor uruguaio Hugo Burel, o filme coproduzido por Espanha e Argentina é dirigido por Gerardo Herrero.
Reprise. 98 min. Gênero: Suspense. Direção: Gerardo Herrero. Classificação Indicativa: 18 anos.


-----
"Mariposa Negra"
Sábado, 24 de fevereiro, à 1h

Gabriela (Melania Urbina) é uma jovem professora que namora o juiz Guido Pazos (Darío Abad). O rapaz, considerado um profissional incorruptível, é assassinado em circunstâncias estranhas, levando a moça ao desespero.
Logo depois do acontecimento brutal, uma matéria publicada em um jornal sensacionalista relaciona sua morte a uma festa gay. A situação deixa Gabriela ainda mais revoltada, fazendo com que tente buscar a verdade sobre o ocorrido de qualquer forma.
No jornal, Gabriela conhece Ángela (Magdyel Ugaz), autora do artigo, e que também está determinada a descobrir os interesses por trás do crime. Ambas terminam desvelar uma rede de corrupção envolvendo o alto escalão do governo peruano, que envolve o próprio Chefe do Serviço de Inteligência do Governo, Vladimiro Montesinos.
O drama peruano “Mariposa Negra” conquistou o prêmio de Melhor Atriz (Melania Urbina) no Festival de Biarritz (França). A mesma categoria rendeu o reconhecimento de Melhor Atriz para Magdyel Ugaz no Festival do Ceará. No Festival de Montreal (Canadá), o diretor Francisco Lombardi foi homenageado com o Prêmio Glauber Rocha.
Reprise. 118 min. Ano 2006. Peru. Gênero: policial. Direção: Francisco Lombardi. Roteiro: Giovanna Pollarolo. Com: Melania Urbina, Magdyel Ugaz, Ivonne Fraysinett, Gustavo Bueno, Wendy Vázquez e Luis Homar. Classificação indicativa: 18 anos

-----
"Tigre Branco"
Sábado, 24 de fevereiro, às 3h

Encontrado quase morto entre os destroços fumegantes no campo de batalha, o condutor de tanque de guerra Ivan Naidionov tem uma recuperação surpreendente que desafia a capacidade de compreensão dos médicos.
Mais misteriosa se torna a história quando ele revela que foi atingido pelo Tigre Branco, indestrutível tanque alemão que surge e desaparece por encanto, deixando um rastro de destruição e morte.
Ligados por um elo sobrenatural, o homem e a máquina se empenham numa batalha que se projeta para além daqueles tempos.
"Tigre Branco" representou a Rússia na disputa do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 2012.
Inédito. 104 min. Ano: 2012. País de origem: Rússia. Gênero: drama/guerra. Direção: Karen Shakhnazarov. Elenco: Aleksey Vertkov, Dmitriy Bykovskiy-Romashov, Vitaliy Kishchenko, Valeriy Grishk, Vilmar Bieri, Klaus Grünberg. Classificação Indicativa: 14 anos.

-----
Porfirio”
Domingo, 25 de fevereiro, à 1h

Porfirio era um agricultor próspero que havia depositado grandes esperanças no futuro, até que um conflito armado na Colômbia o deixou em uma cadeira de rodas. Com a falta de apoio de um Estado indiferente, Porfirio decide fazer justiça com as próprias mãos e por meios não convencionais.
Com base em uma história real que ocorreu em 2001, o filme conduz o espectador, pelo ponto de vista poético e cotidiano, à alma e aos sonhos do protagonista.
Entre os prêmios conquistados por “Porfirio” estão o do Festival Internacional de Cinema de Cartagena de Indias, Colômbia: Melhor Imagem, Melhor Diretor; World Cinema Amsterdam Festival, Holanda: Prêmio do Júri; Festival de Biarritz - cinémas et cultures d'amérique latine, França: Prêmio do Júri, Melhor Ator (Porfirio Ramírez); Festival Internacional de Cinema de Salónica, Grécia: Inovação e Originalidade.
Reprise. 102 min. Ano: 2011. País: Colômbia. Idioma original: espanhol. Gênero: comédia dramática. Direção: Alejandro Landes. Roteiro: Alejandro Landes. Classificação: 16 anos.


-----
"A Filha Americana"
Segunda, 26 de fevereiro, às 23h45

O russo Varakin é abandonado pela mulher, que decide viver com um americano nos EUA. Quatro anos depois, Varakin viaja à América para rever a filha, agora com sete anos de idade. A menina mora com a mãe e o padrasto em uma casa luxuosa e sua família é o estereótipo do "sonho americano". Contudo, a garota parece insatisfeita e logo se afeiçoa a Varakin, um homem divertido, verdadeiro e carismático. Mas que não fala inglês.
Inédito. 93 min. Ano: 1995. País: Rússia. Direção: Karen Shakhnazarov. Elenco: com Allison Whitbeck, Vladimir Mashkov, Mariya Shukshina.


-----
"Vai Trabalhar, Vagabundo II – A Volta"
Terça, 27 de fevereiro, às 23h45

Depois de 15 anos percorrendo o mundo, Secundino Meireles encontra-se em Acapulco, no México, onde se casa com uma milionária septuagenária. Logo depois, foge em um caixão repleto de dólares, remetido aos antigos companheiros do Rio de Janeiro: Babalu e Godofredo.
De volta ao Rio, Dino assiste a seu próprio sepultamento e a partir daí, perde os dólares e instala-se na casa de Babalu, que tem ciúmes da intimidade entre sua mulher, Tereza, e o amigo.
Secundino reencontra Carmem, a Dama de Copas, que ele nunca esquecera, famosa por suas trapaças nos cassinos. Carmem e Dino jogam sua última cartada em um novo e arriscado golpe.
"Vai Trabalhar, Vagabundo II – A Volta" (1991) – sequência de “Vai Trabalhar, Vagabundo” (1973) – rendeu a Hugo Carvana o Troféu Candango de Melhor Ator, no Festival de Brasília, e o Kikito de Ouro na mesma categoria, no Festival de Gramado. No Festival de Brasília, Andréa Beltrão ganhou o Prêmio de melhor Atriz Coadjuvante; no Festival de Gramado, o longa venceu nas categorias Música e Direção de Arte.
Inédito. 105 min. Ano: 1991. Gênero: comédia. Direção: Hugo Carvana. Elenco: Hugo Carvana, Nelson Xavier, Otávio Augusto, Lutero Luiz, Marieta Severo, Marcos Palmeiras e Andrea Beltrão. Classificação Indicativa: 16 anos.


-----
Jeca e seu filho preto”
Quarta, 28 de fevereiro, às 23h45

Em “Jeca e seu filho preto”, o saudoso humorista Amácio Mazzaropi interpreta Zé, o pai de um rapaz (misteriosamente) negro. O fato nunca pareceu o atormentar, mas os outros se incomodam quando seu filho se enamora de uma moça branca, filha de um rico fazendeiro.
Em plenos anos 1970, Amácio Mazzaropi, com seu jeito simples, abordou no cinema a questão do preconceito racial.
Reprise. 104 min. Ano de estreia: 1978. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner. Codireção: Berilo Faccio, com Amácio Mazzaropi, Mazzaropi, Geny Prado, Yara Lins, Elizabeth Hartman, Denise Assunção. Classificação Indicativa: Livre.


-----
Pixote, a lei do mais fraco”
Quinta, 1o de março, às 23h45

Pixote é um menino que vive nas ruas de São Paulo. Descoberto pela polícia, é enviado para um reformatório, onde as condições são desumanas, os abusos e as violações pelos guardas são frequentes e, de tão excessivas, levam jovens à morte de tempos em tempos.
Pixote consegue fugir do reformatório ao lado de Chico, Lilica e Dito. Os quatro vão viver no Rio de Janeiro, onde se envolvem em uma negociação de cocaína e têm contato com o mundo do crime. Na cidade, conhecem a prostituta Sueli (Marília Pêra), com quem fazem parceria para uma série de assaltos que pode acabar mal.
Inspirado no livro “Infância dos Mortos”, de José Louzeiro, o drama “Pixote, a lei do mais fraco” foi vencedor no Festival SESC Melhores Filmes, Prêmio da crítica ao Melhor Filme. Também ganhou o prêmio de melhor filme estrangeiro no Festival de Biarritz, França. Da Associação de Críticos de Boston (EUA) recebeu os prêmios de melhor filme e melhor atriz (Marília Pêra). E pela Associação de Críticos de Los Angeles e de Nova Iorque, foi vencedor como melhor filme estrangeiro.
Reprise. 129 min. Ano: 1981. Gênero: drama. Direção: Hector Babenco. Roteiro: Jorge Duran, Hector Babenco. Classificação: 16 anos.


-----
O Corintiano”
Sábado, 3 de março, às 16h

Em “O Corintiano”, Mazzaropi é '‘seu’' Manuel, um barbeiro fanático pelo Corinthians. Ele é capaz das maiores loucuras para torcer pelo seu time do coração, como andar com um burro preto e branco, bater boca com torcedores de times rivais, fazer promessas malucas, orações, sofrer e xingar na arquibancada.
Reprise. 98 min. Ano: 1967. Gênero: comédia. Direção: Milton Amaral, com Amácio Mazzaropi, Elizabeth Marinho, Lucia Lambertini, Nicolau Guzzardi, Carlos Garcia, Roberto Pirillo, Leonor Pacheco, Roberto Orosco, Augusto Machado de Campos, Xandó Batista. Classificação Indicativa: Livre.

-----
Estamira”
Sábado, 3 de março, às 23h30

Premiado documentário “Estamira” mostra de perto a precariedade da saúde pública e as condições de trabalho sub-humanas a que estão submetidos os trabalhadores dos “lixões”.
Aos 63 anos e com problemas mentais, Estamira trabalha no Aterro Sanitário de Jardim Gramacho, local que recebia os resíduos produzidos na cidade do Rio de Janeiro. Com um discurso eloquente, ela levanta questões de interesse global, como o destino do lixo produzido pelos habitantes de uma metrópole e os subterfúgios que a mente humana encontra para superar uma realidade insuportável.
O premiado documentário Estamira, dirigido por Marcos Prado, conta a história da mulher que, por mais de 20 anos, sobreviveu em um lixão do Rio de Janeiro. Ela morreu por falta de atendimento médico imediato para tratar uma infecção no braço.
O fotógrafo carioca Marcos Prado se dedicava havia seis anos a documentar, em fotos, o cotidiano do lixão do Jardim Gramacho, em Duque de Caxias (RJ). Nesse período, ele conheceu a pessoa que seria a protagonista de seu longa de estreia como diretor.
O documentário correu o mundo, obtendo 25 prêmios em festivais nacionais, como a Mostra Internacional de São Paulo e o Festival do Rio, e internacionais, como os festivais de Marselha, Karlovy Vary (República Tcheca), Havana, Viena, Londres e Miami.
Reprise. 127 min. Ano: 2004. Gênero: documentário. Direção: Marcos Prado. Classificação: Não recomendado para menores de 10 anos.

-----
"Virgem Margarida"
Sábado, 3 de março, à 1h30

Em 1975, Moçambique tornou-se independente de Portugal. Determinado a apagar todos os vestígios do colonialismo, o governo envia cerca de 500 prostitutas aos campos de reeducação sob os cuidados da guerrilha, para "se tornarem mulheres."
O conflito surge quando a jovem Margarida, uma camponesa de 16 anos, é incluída por engano nesse grupo. "Virgem Margarida" é a história de mulheres fortes, rebeldes, unidas pela adversidade.
Reprise. 90 min. Ano: 2012. Gênero: documentário. País: Portugal. Direção: Licínio Azevedo.

-----
"Dólares de Areia"
Domingo, 4 de março, à 1h.

Noelí, uma jovem dominicana, vai todas as tardes às praias de Las Terrenas. Lá, junto com o seu parceiro, procura uma maneira de iludir e tirar alguns dólares de turistas que visitam o lugar. Dentre seus "clientes" ocasionais, Noelí tem um fixo: Anne, uma francesa de terceira idade que, ao longo da vida, encontrou na ilha o refúgio ideal onde passar seus últimos anos.
O namorado de Noelí finge que é seu irmão. Ele elabora um plano no qual Noelí se mudará para Paris e lhe mandará dinheiro mensalmente. Para Noelí, o relacionamento com Anne baseia-se principalmente na conveniência, mas os sentimentos se tornam ambíguos à medida que a hora da despedida se aproxima.
Dólares de Areia foi vencedor no Festival de Chicago 2014: Melhor atriz (Geraldine Chaplin).
Inédito. 84 min. Gênero: Drama. Ano: 2014. País: República Dominicana. Produção: Aurora Dominicana, Canana, Rei Cine.
Direção: Laura Amelia Guzmán, Israel Cárdenas. Roteiro: Laura Amelia Guzmán, Israel Cárdenas, Jean-Noël Pancrazi. Elenco: Geraldine Chaplin, Yanet Mojica, Ricardo Ariel Toribio.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo