sexta-feira, 15 de junho de 2018

Filmes na TV Brasil de 16 a 23/06/2018

O Vendedor de Linguiça”
Sábado, 16 de junho, às 16h
(Reprise na madrugada de sábado para domingo, à 1h)
Na comédia musical “O Vendedor de Linguiça”, Mazzaropi é um vendedor que tem que se esforçar para conquistar a freguesia. Em meio a problemas com a família, vizinhos e cachorros (que adoram roubar suas linguiças), ele vive diversas situações inusitadas e cômicas.
Entre as canções do filme estão o “O Linguiceiro” e “Mocinho Lindo”, interpretadas por Mazzaropi; “Olhar de saudade”, interpretada por Pery Ribeiro; “Não ponha a mão”, por Elza Soares; e “Poema do adeus”, por Miltinho.
Ano: 1962. Direção: Glauco Mirko Laurelli. Argumento e produção: Amácio Mazzaropi. Classificação: livre.


-----
O Jeca e a Freira”
Sábado, dia 16, às 23h30
Neste longa dirigido e protagonizado pelo humorista Mazzaropi, um senhor de terras responsabiliza-se pela educação da filha de um de seus colonos, em uma fazenda no Brasil do séc. XIX. Ele se afeiçoa à menina como se fosse sua própria filha.
Anos mais tarde, quando a jovem regressa do colégio em companhia de uma freira, o fazendeiro faz de tudo para que ela não reconheça seus verdadeiros pais.
102 min. Ano: 1968. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Mauricio do Valle, Elizabeth Hartman, Carlos Garcia, Ewerton de Castro. Classificação indicativa: livre.

-----
Um Lugar ao Sol”
Sábado, 16 de junho, às 3h
O documentário aborda o universo dos moradores de coberturas de prédio das cidades do Recife, Rio de Janeiro e São Paulo. O diretor obteve acesso aos moradores das coberturas através de um curioso livro que mapeia a elite e pessoas influentes da sociedade brasileira.
A obra catalogou 125 donos de cobertura. Destes 125, apenas nove cederam entrevistas. Pelos depoimentos dos moradores de cobertura, o filme traz um rico debate sobre desejo, visibilidade, insegurança, status e poder, e constrói um discurso sensorial sobre o paradigma arquitetônico e social brasileiro.
70 min. Ano: 2008. Gênero: documentário. Direção: Gabriel Mascaro. Classificação Indicativa: 18 anos

-----
"Tigre Branco"
Segunda-feira, 18 de junho, à 0h15
Encontrado quase morto entre os destroços fumegantes no campo de batalha, o condutor de tanque de guerra Ivan Naidionov tem uma recuperação surpreendente que desafia a capacidade de compreensão dos médicos.
Mais misteriosa se torna a história quando ele revela que foi atingido pelo Tigre Branco, indestrutível tanque alemão que surge e desaparece por encanto, deixando um rastro de destruição e morte.
Ligados por um elo sobrenatural, o homem e a máquina se empenham numa batalha que se projeta para além daqueles tempos.
"Tigre Branco" representou a Rússia na disputa do Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, em 2012.
104 min. Ano: 2012. País de origem: Rússia. Gênero: drama/guerra. Direção: Karen Shakhnazarov. Elenco: Aleksey Vertkov, Dmitriy Bykovskiy-Romashov, Vitaliy Kishchenko, Valeriy Grishk, Vilmar Bieri, Klaus Grünberg. Classificação Indicativa: 14 anos.

-----
Cidade dos Ventos”
Terça-feira, 19 de junho, à 0h15
Moscou, União Soviética, inverno de 1973. Estudante do primeiro ano na escola, Sergei Narbekov (Aleksandr Liapin) ganha dinheiro vendendo os livros de seu avô – um renomado arqueólogo – para um comerciante de livros antigos, a fim de comprar jeans e discos dos Rolling Stones no mercado negro, além de ir a restaurantes com seus dois amigos: Kostia Denisov (Ivan Kupreenko) e Stepan Molodtsov (Egor Baranovskii).
Os três jovens representam a possibilidade de uma "última geração soviética", cujo fim já é pressentido pelo povo.
Kostia vem de uma família de diplomatas e já viajara ao exterior. Quer emigrar, sair da Rússia soviética, marcada pela censura, falta de liberdade e filas para comprar cerveja.
A família do rebelde Sergei é parte da “intelligentsia”, a intelectualidade russa. Sua mãe, pai e avô são arqueólogos e especialistas no Oriente Próximo. Mas o rapaz sonha com o “Oeste Imaginário”, idealizado. Contudo, admite que na Rússia também pode haver coisas agradáveis, como as meninas.
Stepan, mais comedido e conservador, não entende o desejo dos amigos. Está satisfeito com os rumos de sua vida. Pode facilmente se tornar um líder do Komsomol (União da Juventude Comunista) ou mesmo um agente da KGB, um dia. Mas, gasta a maior parte de seu tempo cortejando as meninas de Sergei, especialmente a bela Lyuda (Lidiya Myluzina), o que pode não acabar bem...
Dirigido por Karen Shakhnazarov, “Cidade dos Ventos” foi indicado ao Prêmio Nika de Melhor Filme, Prêmio Nika de Melhor Ator Coadjuvante.
105 min. Ano: 2008: País: Rússia. Idioma original: russo. Gênero: drama. Título original: Ischeznuvshaya imperiya Produção: Mosfilm. Direção: Karen Shakhnazarov. Roteiro: Sergey Rokotov, Evgeny Nikishov.

-----
Sonhos”
Quarta-feira, 20 de junho, à 0h15
No final do séc. XIX, a condessa Prizorova sonha que é Masha Stepanova, faxineira de um bar em Moscou em 1993. Nessas incursões ao futuro, a aristocrata vê o marido vender fotos nuas dela, a fim de ganhar o dinheiro necessário para comprar comida, considerando os preços resultantes da inflação de 2 mil por cento ao mês.
Em certo momento, os funcionários do governo a intimam. Querem que ela sirva de atração sexual para convencer um representante do FMI a liberar os créditos prometidos mas não concedidos à Rússia.
Sonhos” é uma ácida reflexão de Shakhnazarov sobre o vazio moral e a imitação das piores práticas ocidentais produzidas na Rússia pela restauração capitalista.
78 min. Ano: 1993. País: Rússia. Gênero: História/comédia. Direção: Karen Shakhnazarov e Aleksandr Borodyansky (1993), com Amaliya Mordvinova, Oleg Basilashvili, Armen Dzhigarhanyan, Arnold Ides.

-----
"A Filha Americana"
Quinta-feira, 21 de junho, à 0h15
O russo Varakin é abandonado pela mulher, que decide viver com um americano nos EUA. Quatro anos depois, Varakin viaja à América para rever a filha, agora com sete anos de idade. A menina mora com a mãe e o padrasto em uma casa luxuosa e sua família é o estereótipo do "sonho americano". Contudo, a garota parece insatisfeita e logo se afeiçoa a Varakin, um homem divertido, verdadeiro e carismático. Mas que não fala inglês.
93 min. Ano: 1995. País: Rússia. Gênero: drama/comédia. Direção: Karen Shakhnazarov. Elenco: com Allison Whitbeck, Vladimir Mashkov, Mariya Shukshina.

-----
O Lamparina”
Sábado, 23 de junho, às 16h
(Reprise na madrugada de sábado para domingo, à 1h)
Em "O Lamparina", Amácio Mazzaropi interpreta Bernardino Jabá, pacato homem do campo que acaba se disfarçando de cangaceiro para não se defrontar com o bando de Zé Candieiro.
Incrementando a farsa, ele faz com que sua família inteira finja ser parte de seu bando. E todos vão parar no acampamento dos verdadeiros cangaceiros, onde o “destemido” Lamparina vai ter que mostrar que é um cabra valente de verdade.
Com figurinos marcantes e direção de Glauco Mirko Laurelli, o longa tem no elenco, além de Mazzaropi, Geny Prado e Emiliano Queiroz.
91 min. Ano: 1964. Gênero: comédia. Direção: Glauco Mirko Laurelli. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Manoel Vieira, Astrogildo Filho, Zilda Cardoso, Ana Maria Guimarães, Emiliano Queiroz, Carlos Garcia, Francisco de Souza, Rosemary Wong, Carla Diniz, Rafael Gallardo Tina, Agostinho Toledo, João Batista de Souza, David Cardoso, Francisco di Franco. Classificação Indicativa: Livre.

-----
No Paraíso das Solteironas”
Sábado, 23 de junho, às 23h30
Um homem acostumado à vida do interior não poderia imaginar que, ao tentar a sorte na cidade grande, seria objeto do desejo de uma turma de solteironas. O personagem de Mazzaropi ainda se envolve em confusões com a dona do hotel e é colocado às voltas com uma quadrilha e um grupo de ciganos.
95 min. Ano: 1969. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Átila Iório, Carlos Garcia, Elizabeth Hartman. Classificação Indicativa: livre.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo