sexta-feira, 21 de dezembro de 2018

Filmes na TV Brasil de 26 a 29/12/2018

“Apolônio Brasil, Campeão de Alegria”
Quarta-feira, dia 26 de dezembro, às 22h30

Uma homenagem de Hugo Carvana à música brasileira e à chanchada, o filme é dividido entre passado (musical) e presente (comédia). O cientista Dr. Boris, interpretado por José Lewgoy, reúne os amigos de Apolônio Brasil (Marco Nanini) para refazer a vida do pianista. De posse do cérebro de Apolônio, Boris busca desvendar a fórmula que explica como o pianista conseguia gerar tanta alegria.

O longa-metragem revisita clássicos da música popular brasileira, como “Nossos Momentos”, de Haroldo Barbosa, e “Praça Onze”, de Herivelto Martins e Grande Otelo. A dupla Abel Silva e Suely Costa compôs a bela “Outra Vez Nunca Mais” especialmente para o filme.

117 min. Ano: 2002: País: Brasil. Gênero: Comédia. Direção: Hugo Carvana. História original de Hugo Carvana, Argumento de Joaquim Assis e Denise Bandeira. Elenco: Marco Nanini (Apolônio Brasil), José Lewgoy (Dr.Boris), Louise Cardoso (Milu), Antonio Pitanga (Toninho Coice), Marcos Paulo (Antonio Paulo), entre outros. Classificação Indicativa:16 anos


-------------------------------
Vai Trabalhar, Vagabundo!
Quinta-feira, dia 27 de dezembro, às 22h30

Dino, típico malandro carioca, sai da prisão e dedica seus primeiros momentos a admirar sua bem-amada cidade do Rio de Janeiro. As ruas fervilham de gente alegre e desinibida.

Sem nada mais estimulante a fazer, Dino dirige-se para o Jockey Club Brasileiro onde reencontra um velho amigo, Tainha, que lhe entrega mil cruzeiros para serem jogados numa 'barbada', no páreo seguinte.

Ao se dirigir às apostas com o dinheiro na mão, Dino esbarra com Shirley, doméstica da Zona Sul e mulata do tipo 'exportação', que mexe com todos os seus estímulos, fazendo-o negligenciar a aposta.

Programa traçado, os dois vão parar numa gafieira. E a noitada gloriosa tem seu epílogo no apartamento onde Shirley trabalha, em boa hora desocupado de patrões impertinentes.

Primeiro filme dirigido por Hugo Carvana, que também protagoniza a trama, “Vai Trabalhar, Vagabundo!” (1973) tem grande elenco que reúne nomes como Nelson Xavier, Paulo César Pereio, Odete Lara, Otávio Augusto e Zezé Motta.

A comédia conquistou diversos prêmios. No Festival de Gramado, ganhou na categoria Melhor Filme. O diretor Hugo Carvana recebeu o Prêmio Especial no Prêmio Air France.

O longa também recebeu o Prêmio Coruja de Ouro do Instituto Nacional de Cinema enquanto Armando Costa e Hugo Carvana foram reconhecidos na categoria Melhor Roteiro.

“Vai Trabalhar, Vagabundo!” também levou o Prêmio Cariddi de Ouro no Festival de Taormina (Itália). O filme também ganhou os prêmios de Melhor Argumento para Armando Costa Armando e Hugo Carvana no Festival de Messina (Itália), que também premiou Chico Buarque e Roberto Menescal na categoria Melhor Música.

100 min. Ano: 1973. Gênero: comédia. Direção: Hugo Carvana. Elenco: Hugo Carvana, Nelson Xavier, Paulo César Pereio, Odete Lara, Otávio Augusto, Valentina Godoy, Rose Lacreta, Lutero Luiz, Nelson Dantas, Zezé Motta, Fregolente, Wilson Grey. Classificação Indicativa: 16 anos

-------------------------------------
"Vai Trabalhar, Vagabundo II – A Volta"
Sexta-feira, dia 28 de dezembro, às 22h30

Depois de 15 anos percorrendo o mundo, Secundino Meireles encontra-se em Acapulco, no México, onde se casa com uma milionária septuagenária. Logo depois, foge em um caixão repleto de dólares, remetido aos antigos companheiros do Rio de Janeiro: Babalu e Godofredo.

De volta ao Rio, Dino assiste a seu próprio sepultamento e a partir daí, perde os dólares e instala-se na casa de Babalu, que tem ciúmes da intimidade entre sua mulher, Tereza, e o amigo.

Secundino reencontra Carmem, a Dama de Copas, que ele nunca esquecera, famosa por suas trapaças nos cassinos. Carmem e Dino jogam sua última cartada em um novo e arriscado golpe.

"Vai Trabalhar, Vagabundo II – A Volta" (1991) – sequência de “Vai Trabalhar, Vagabundo” (1973) – rendeu a Hugo Carvana o Troféu Candango de Melhor Ator, no Festival de Brasília, e o Kikito de Ouro na mesma categoria, no Festival de Gramado. No Festival de Brasília, Andréa Beltrão ganhou o Prêmio de melhor Atriz Coadjuvante; no Festival de Gramado, o longa venceu nas categorias Música e Direção de Arte.

105 min. Ano: 1991. Gênero: comédia. Direção: Hugo Carvana. Elenco: Hugo Carvana, Nelson Xavier, Otávio Augusto, Lutero Luiz, Marieta Severo, Marcos Palmeiras e Andrea Beltrão. Classificação Indicativa: 16 anos.


------------------
‘Jeca Tatu’
Sábado, dia 29 de dezembro, às 16h

Baseado no personagem de Monteiro Lobato, Jeca Tatu é um caipira muito preguiçoso que vive em uma cidade do interior de São Paulo com sua esposa e filha. Jeca é um roceiro preguiçoso de dar dó, mas esta preguiça está com os dias contatos, pois seu ranchinho está ameaçado pela ganância de latifundiários sem coração. Agora ele vai usar todo seu jeito matreiro para conseguir seu cantinho de terra.

Um clássico da filmografia de Amácio Mazzaropi. Às vezes engraçado, em outros momentos, de uma beleza tocante, ele trata com muita singeleza a figura do homem do campo e a questão da reforma agrária.

95 min. Ano: 1960. País: Brasil. Gênero: Comédia. Direção: Milton Amaral. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Roberto Duval, Marlene França. Classificação Indicativa: Livre

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo