sexta-feira, 26 de abril de 2019

Filmes na TV Brasil de 27/04 a 05/05/2019

“Zé do Periquito”
Sábado, 27 de abril, às 16h

Em “Zé do Periquito”, Mazzaropi interpreta Genó, um tímido e pobre jardineiro que se encanta por uma das alunas do colégio onde trabalha. A jovem Carmem é filha de um empresário bem-sucedido, mas que passa por dificuldades financeiras.

Para conquistar a moça, Genó deixa o emprego de jardineiro e vai para outra cidade, onde trabalha com seu realejo. O realejo fica famoso e Genó consegue uma pequena fortuna em pouco tempo.

As filmagens foram realizadas nos Estúdios da Vera Cruz, com locações em Santos. O longa conta com números musicais de Mazzaropi, Agnaldo Rayol, Hebe Camargo, Cely Campello, Tony Campello, George Freedman, Paulo Molin e Carlão.

100 min. Ano: 1960. Gênero: Comédia. Direção e roteiro: Amácio Mazzaropi, Ismar Porto. Classificação indicativa: 12 anos.


-----
“Meu Japão Brasileiro”
Sábado, 27 de abril, às 22h 

Em uma comunidade rural nipo-brasileira, o agricultor Fofuca (Mazzaropi) enfrenta a exploração descarada do Sr. Leão, um atravessador que faz o intermédio entre os produtores e o comércio na cidade.

Após muito penar nas mãos de Leão, Fofuca forma com os camponeses uma cooperativa agrícola. Mas Leão e seus filhos não veem com bons olhos essa iniciativa e vão fazer de tudo para impedir que Fofuca e seus amigos tenham êxito nesse “Japão brasileiro.”

102 min. Classificação Indicativa: Livre. Ano: 1965. Gênero: comédia. Direção: Glauko Mirko Laurelli, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Célia Watanabe, Zilda Cardoso, Carlos Garcia, Reynaldo Martini, Adriano Stuart Elk Alves, Francisco Gomes, Judith Barbosa, Bob Junior, Ivone Hirata, Luiz Tokio, Luzia Yoshigumi. Classificação Indicativa: 12 anos.

-----
“Bar Esperança, o último que fecha”
Sábado, 27 de abril, às 23h45

Um grupo de pessoas se reúne em um bar de Ipanema que está prestes a fechar para dar lugar a um edifício. Intelectuais, artistas e gente da noite juntam forças para impedir sua demolição. Entre os muitos fregueses do bar estão a atriz Ana, seu marido Zeca e um casal que está sempre brigando.

No Festival de Gramado de 1983, "Bar Esperança, o último que fecha" recebeu o troféu Kikito nas categorias de melhor atriz (Marília Pêra), melhor roteiro (Hugo Carvana, Denise Bandeira, Marta Alencar, Euclydes Marinho e Armando Costa), melhor atriz coadjuvante (Sylvia Bandeira).

127 min. Ano: 1983. Gênero: Comédia. Direção: Hugo Carvana. Elenco Marília Pêra, Hugo Carvana, Paulo César Pereio, Sílvia Bandeira, Thelma Reston, Antônio Pedro, Louise Cardoso, Nelson Dantas, Anselmo Vasconcelos, Luiz Fernando Guimarães, Daniel Filho, Jonas Torres.

-----
O Jeca Macumbeiro”
Domingo, 28 de abril, às 16h

No filme “O Jeca Macumbeiro”, Mazzaropi é Pirola, um caboclo paupérrimo que vive em um casebre na fazenda de seu patrão, o coronel Januário.

A filha de Pirola, Filomena, é casada com Mário, filho do coronel. Um dia, Pirola recebe de Nhonhô, um velhinho amigo, a notícia de que será herdeiro e quando aceita um saco cheio de dinheiro, resolve deixá-lo na guarda do patrão.

Para apropriar-se do dinheiro de Pirola, o Coronel Januário se passa por um pai de santo pra lá de fajuto. O filme foi uma sátira ao enorme sucesso de “O Exorcista” e bateu a arrecadação deste nos cinemas do Brasil.

87 min. Ano: 1974. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi e Pio Zamuner, com Amácio Mazzaropi, Gilda Valença, Joffre Soares, Selma Egrei, Ivan Lima, José Mauro Ferreira, Maria do Roccio. Classificação indicativa: Livre

-----
“Um Caipira em Bariloche”
Quarta-feira, 1º de maio, às 22h
(Reprise no sábado, 4, às 22h) 

Fazendeiro ingênuo, Polidoro cai na conversa do genro e vende suas terras para um vigarista que engana a todos, inclusive sua própria esposa, uma argentina honesta e desiludida com o amor.

Por pura armação, os dois acabam indo parar em Bariloche e lá na neve, em meio a confusões e gargalhadas, o caipira começa a juntar os fatos e retorna para desmascarar os vilões.

A comédia promete muitas risadas e momentos de diversão, intriga e suspense para a plateia. O longa “Um caipira em Bariloche” foi uma das maiores bilheterias de toda a carreira do saudoso humorista Amácio Mazzaropi.

100 min. Ano: 1973. Gênero: comédia. Direção: Pio Zamuner e Amácio Mazzaropi, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Beatriz Bonnet, Ivan Mesquista, Carlos Valone. Classificação Indicativa: 14 anos.

-----
“Apolônio Brasil, Campeão de Alegria”
Quarta-feira, 1º de maio, às 23h40
(Reprise no sábado, 4, às 23h40)

Uma homenagem de Hugo Carvana à música brasileira e à chanchada, o filme é dividido entre passado (musical) e presente (comédia). O cientista Dr. Boris, interpretado por José Lewgoy, reúne os amigos de Apolônio Brasil (Marco Nanini) para refazer a vida do pianista. De posse do cérebro de Apolônio, Boris busca desvendar a fórmula que explica como o pianista conseguia gerar tanta alegria.

O longa-metragem revisita clássicos da música popular brasileira, como “Nossos Momentos”, de Haroldo Barbosa, e “Praça Onze”, de Herivelto Martins e Grande Otelo. A dupla Abel Silva e Suely Costa compôs a bela “Outra Vez Nunca Mais” especialmente para o filme.

117 min. Ano: 2002: País: Brasil. Gênero: Comédia. Direção: Hugo Carvana. História original de Hugo Carvana, Argumento de Joaquim Assis e Denise Bandeira. Elenco: Marco Nanini (Apolônio Brasil), José Lewgoy (Dr.Boris), Louise Cardoso (Milu), Antonio Pitanga (Toninho Coice), Marcos Paulo (Antonio Paulo), entre outros.

-----
“Jecão, um fofoqueiro no céu”
Sábado, 4 de maio, às 16h

Jecão Espinheiro se vê envolvido com problemas relacionados à sua sorte com o dinheiro. Ele e o filho, Martinho, ganham na Loteria “Espiritiva” e vão a São Paulo receber o prêmio. Quando voltam para a cidadezinha onde moram, são recebidos pela população com fanfarra, faixa de boas-vindas e muita festa, mas também por olhos cobiçosos.

A fortuna desperta o interesse de um fazendeiro da região, Chico Fazenda, que, com seus capangas, assalta Jecão e o mata. Graças às suas boas ações, Jecão vai parar no céu, caracterizado ao estilo popular do caipira. O filme traz sequências impagáveis das sessões espíritas. Em uma delas, Jecão volta à Terra para realizar seu próprio enterro, provocando confusão, medo e correria em praça pública.

Para desespero dos santos, toda vez que volta ao céu, Jecão promove bailinhos para animar os anjos e é punido pelo pecado da indisciplina. Diante das estripulias de Jecão no céu, realiza-se uma reunião de cúpula entre os santos para decidir sua sorte. Como ele não pode ficar mais lá, nem ser mandado para o inferno, o conselho decide-se pela única saída: a reencarnação.

Reprise. 105 min. Ano: 1977. Gênero: comédia. Direção: Amácio Mazzaropi e Pio Zamuner, com Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Paulo Greven, Dante Ruy, Gilda Valença, Denise Del Vecchio, Edgard Franco, Elizabeth Hartman, João Paulo, Leonor Navarro, Rose Garcia, Armando Paschoalim. Classificação indicativa: Livre.

-----
“O Lamparina”
Domingo, 5 de maio, às 16h

Em "O Lamparina", Amácio Mazzaropi interpreta Bernardino Jabá, pacato homem do campo que acaba se disfarçando de cangaceiro para não se defrontar com o bando de Zé Candieiro.

Incrementando a farsa, ele faz com que sua família inteira finja ser parte de seu bando. E todos vão parar no acampamento dos verdadeiros cangaceiros, onde o “destemido”Lamparina vai ter que mostrar que é um “cabra valente” de verdade.

Com figurinos marcantes e direção de Glauco Mirko Laurelli, o longa tem no elenco, além de Mazzaropi, Geny Prado e Emiliano Queiroz.

91 min. Ano: 1964. Gênero: comédia. Direção: Glauco Mirko Laurelli. Elenco: Amácio Mazzaropi, Geny Prado, Manoel Vieira, Astrogildo Filho, Zilda Cardoso, Ana Maria Guimarães, Emiliano Queiroz, Carlos Garcia, Francisco de Souza, Rosemary Wong, Carla Diniz, Rafael Gallardo Tina, Agostinho Toledo, João Batista de Souza, David Cardoso, Francisco di Franco. Classificação Indicativa: 10 anos.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo