quinta-feira, 10 de outubro de 2019

Estreia documentário sobre movimento negro desde Martin Luther King

Repressão à população negra nos Estados Unidos - Divulgação

“Nós queríamos o direito de tomar as decisões, o que significava oportunidade econômica e educação decente. Queríamos acesso a todo o conjunto de privilégios, benefícios e responsabilidades, como qualquer cidadão americano” - a fala é de Kathleen Cleaver, uma das líderes do movimento Panteras Negras, em depoimento para a série documental And Still I Rise: O Movimento Negro nos EUA desde Marthin Luther King. Exibida pela primeira vez no Brasil pelo canal Curta!, a produção conta também com a participação da apresentadora de TV Oprah Winfrey, de Shirley Chisholm, primeira mulher negra eleita no Congresso dos EUA em 1968, além de outros políticos e artistas.


Dividida em quatro episódios, a série é narrada por Henry Louis Gates. Baseando-se em histórias pessoais, imagens de arquivo e dados históricos, And Still I Rise conta a trajetória da população negra nos Estados Unidos ao longo dos anos, tendo como ponto de partida a influência do líder Martin Luther King Jr. Retoma a atuação de grupos como os Panteras Negras e o Movimento das Artes Negras. A série tem direção de Leslie Asako Gladsjo, Talleah Bridges McMahon, Sabin Streeter e Leah Williams. A estreia do primeiro episódio é na Sexta da Sociedade, 18/10, às 20h.

Novo episódio de “Imortais da Academia” foca em cadeira de Zuenir Ventura e Ariano Suassuna
Eleito em 2014 para ocupar a cadeira 32 da Academia Brasileira de Letras, Zuenir Ventura é escritor e jornalista premiado, tendo vencido o Prêmio Jabuti em 1995 com o livro Cidade Partida. Ele é tema de episódio inédito da série “Imortais da Academia”, exibida pelo canal Curta!, que conta também a história dos ocupantes que o antecederam na mesma cadeira; entre eles, o romancista e dramaturgo Ariano Suassuna. Famoso principalmente por obras como O Auto da Compadecida e por seus depoimentos anedóticos e bem-humorados, Suassuna trouxe aos palcos e à literatura a cultura popular do sertão. Outro destaque do episódio é Joracy Camargo, considerado iniciador do teatro social brasileiro. Episódio inédito de Imortais da Academia na Quinta do Pensamento, 17/10, às 20h.

Segunda da Música – 14/10
21h – "Os Ímpares” (Série) – Episódio “Di Melo - Emicida e Pretinho”
Emicida cria sua versão para a música "Kilariô", do álbum de Di Melo. Já Pretinho da Serrinha transforma em samba "A vida em seus métodos diz calma", com a participação do próprio Di Melo. Ele conta as histórias do disco para Emicida e Pretinho. Diretores: Henrique Alqualo, Isis Mello. Duração: 27min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 15 de outubro, terça-feira, às 01h e às 15h; 16 de outubro, quarta-feira, às 09h.

Terça das Artes – 15/10
23h – "Jean-Michel Basquiat” (Documentário)
Quando surgiu em meados da década de 1970, o movimento Pop Art estava dando seus últimos suspiros. Chamada de "uma arte que todo mundo faz", no início dos anos 1960, Andy Warhol fez seu nome. E lá veio Jean-Michel Basquiat, contando outra história deste período marcado por um profundo vazio encharcado de imagens que se anulavam mutuamente. E Warhol, o mestre pensador desse mundo hiperocidental, o símbolo de uma cultura predominantemente branca, se tornaria o estudante e aprenderia sobre o mundo, praticando suas escalas mais uma vez com esse garoto afro-americano. O trabalho de Jean-Michel Basquiat foi apresentado através de uma grande exposição no Musée d´Art Moderne em Paris no último período de 2010. Diretor: Jean Michel Vecchiet. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 16 de outubro, quarta-feira, às 03h e às 17h; 17 de outubro, quinta-feira, às 11h; 20 de outubro, sexta-feira, às 00h e às 20h20.

Quarta de Cinema – 16/10
20h - A faixa “A Vida é Curta!” traz os curtas-metragens “Sem Coração” e “De tanto olhar o céu, gastei meus olhos”
Sem Coração (Ficção)
Léo vai passar férias na casa de seu primo, em uma vila pesqueira. Lá, ele conhece uma menina apelidada de "Sem Coração". Diretor: Nara Normande, Tião. Duração: 26min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 17 de outubro, quinta-feira, às 00h e às 14h; 18 de outubro, sexta-feira, às 08h; 19 de outubro, sábado, às 11h50; 20 de outubro, domingo, às 01h.

De tanto olhar o céu, gastei meus olhos (Ficção)
O pai de Luana e Wagner envia uma carta após anos de abandono. Wagner acredita que o pai pode ter mudado. Luana não. Diretora: Nathália Tereza. Duração: 25min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 17 de outubro, quinta-feira, às 00h30 e às 14h30; 18 de outubro, sexta-feira, às 08h30; 19 de outubro, sábado, às 12h20; 20 de outubro, domingo, às 01h30.

22h - “Onde a Terra Acaba” (Documentário)
"Onde a Terra Acaba" foi dirigido pelo cineasta Sérgio Machado e é fruto de uma pesquisa de mais de 2 anos sobre a vida e a obra de Mário Peixoto. Diretor: Sérgio Machado. Duração: 74min. Classificação: 10 anos. Horários Alternativos: 17 de outubro, quinta-feira, às 2h e às 16h; 18 de outubro, sexta-feira, às 10h; 19 de outubro, sábado, às 09h25; 20 de outubro, domingo, às 19h.

Quinta do Pensamento – 17/10

20h – “Imortais da Academia” (Série) – Episódio “Cadeira 32: Originalidade, ou se tem de nascença ou não se tem de modo nenhum”.
“Originalidade”, disse Ariano Suassuna, “ou se tem de nascença ou não se tem de modo nenhum”. A característica evocada por Ariano Suassuna no discurso de posse na Academia Brasileira de Letras, em 1990, dá o tom deste episódio da série Imortais da Academia. Os destaques são Joracy Camargo, considerado iniciador do teatro social brasileiro; Zuenir Ventura, repórter-observador e personagem de seu tempo, autor de “1968 – o ano que não terminou”; e o próprio Suassuna, escritor e teatrólogo que deixou como marca um estilo que era só dele. O episódio faz uma volta ao tempo guiada pelas ideias originais dos ocupantes da cadeira 32 da ABL.   Diretor: Belisario Franca. Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 18 de outubro, sexta-feira, às 00h e às 14h; 20 de outubro, domingo, às 16h10; 21 de outubro, segunda-feira, às 08h.

Sexta da Sociedade – 18/10
20h – “And Still I Rise - O Movimento Negro nos EUA desde MLK” (Série) - Episódio “Saindo das Sombras”
A série começa em um ponto de virada na história americana: as marchas de Selma e os tumultos de Watts que marcaram uma nova fase na luta dos negros. Gates explora a crescente demanda por Black Power, redefinindo a cultura, a política e a sociedade americanas.  Diretor: Leslie Asako Gladsjo, Talleah Bridges McMahon, Sabin Streeter, Leah Williams. Duração: 60min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 19 de outubro, sábado, às 3h e às 10h50; 20 de outubro, domingo, às 23h; 21 de outubro, segunda-feira, às 17h; 22 de outubro, terça-feira, às 11h.

Sobre o Curta!
O canal Curta! é um dos novos canais brasileiros da TV paga que mais aprovou projetos para financiamento pelo Fundo Setorial do audiovisual. Até agora foram financiados, para estreia no CURTA!, mais de 120 longas documentais e 800 episódios de 60 séries, atendendo à grade temática do canal: música, artes cênicas, metacinema, pensamento em humanidades, história política e sociedade.  
O Curta! pode ser visto nos canais 56 e 556 da NET e da Claro TV, no canal 75 da Oi TV e no canal 664 da Vivo, oferecido à la carte pela operadora.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo