sexta-feira, 29 de novembro de 2019

Bastidores do impeachment de Dilma Rousseff são tema de documentário

O ex-presidente Michel Temer junto a outros políticos - Divulgação
O documentário “Excelentíssimos” era para ter sido apenas um registro do cotidiano do Congresso Nacional, mas acabou virando um retrato de uma das mais importantes passagens da história recente do Brasil: o processo de impeachment de Dilma Rousseff.  O longa, uma produção da Esquina Filmes, será exibido esta semana pelo canal Curta!.  

O filme retoma os acontecimentos políticos que se deram a partir da eleição presidencial de 2014, como as ações da operação Lava-Jato, a crescente crise com o PMDB, que compunha a base governista, os grampos telefônicos e o convite frustrado para que o ex-presidente Lula assumisse a Casa Civil; e, enfim, narra a votação do impeachment e a saída da presidente de seu posto no Planalto. O diretor Douglas Duarte contextualiza os eventos e os personagens desse jogo político e também aponta sua lente para os manifestantes que se reuniram para pedir a saída da presidente. O longa foi viabilizado pelo Curta! através de recursos do Fundo Setorial do Audiovisual. A exibição é na Sexta da Sociedade, 6/12, às 21h10.
Episódio da série “Cineastas” foca em Rosemberg Cariry
A trajetória de alguns dos principais cineastas brasileiros é o tema da série “Cineastas”, que foi dirigida por Hermes Leal e vem sendo exibida pelo Curta!. A cada semana, um episódio novo, focado especialmente em um diretor de cinema diferente.   Esta semana, as lentes estão em Rosemberg Cariry e em seu cinema poético, inspirado pelo sertão nordestino, o que lhe atribui fortes marcas da cultura da região. Além do próprio Rosemberg, depoentes como Dira Paes, Chico Díaz, além de Petrus e Bárbara Cariry revelam aspectos das obras cinematográficas do biografado. Episódio inédito na Quarta do Cinema, 4/12, às 23h.

Segunda da Música – 02/12
23h – "Maria Callas: Vida e Obra” (Documentário)
Um dos nomes mais famosos da história da ópera, a soprano Maria Callas arrebatou o público com suas performances cheias de carga dramática, aliada a uma bela voz. O documentário "Maria Callas: Vida e Obra" conta a história de sua vida com muito material de arquivo e entrevistas com importantes nomes das artes que conviveram com a cantora. Produzido em 1987, o documentário dá voz a várias personalidades que já não estão mais vivas. Entre os entrevistados, estão o diretor Franco Zeffirelli, o tenor Giuseppe di Stefano, o regente Carlo Maria Giulini, o pianista Robert Sutherland, o agente S. A. Gorlinsky e muitos outros. Diretores: Alan Lewens, Alastair Mitchell. Duração: 55min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 3 de dezembro, terça-feira, às 03h e às 17h; 4 de dezembro, quarta-feira, às 11h; 7 de dezembro, sábado, às 23h; 8 de dezembro, domingo, à 14h.

Terça das Artes – 03/12
23h – "A Casa Azul de Frida Kahlo” (Documentário)
A Casa Azul, localizada na Cidade do México, é onde Frida Kahlo nasceu (em 1907) e morreu (em 1954). Esse documentário relembra as aventuras ali vividas, não só por Frida e o pintor Diego Rivera, mas também por personalidades como Leon Trótski, André Breton, Sergei Eisenstein, Pablo Neruda, Waldo Frank, Pablo Picasso, Marcel Duchamp, Wassily Kandinsky, entre outros. Diretor: Xavier Villetard. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 4 de dezembro, quarta-feira, às 03h e às 17h; 5 de dezembro, quinta-feira, às 11h; 8 de dezembro, domingo, à 23h.

Quarta de Cinema – 04/12
20h - A faixa “A Vida é Curta!” traz os curtas-metragens “Nome de Batismo - Alice” e “Liberdade”.
Nome de Batismo – Alice (Documentário)
Em 1975, Angola declarou-se independente e uma longa guerra civil começou. Quarenta anos depois, Alice, única filha brasileira de uma família angolana no Brasil, decide ir a Angola atrás da sua história. Diretor: Tila Chitunda. Duração: 25min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 5 de dezembro, quinta-feira, às 00h e às 14h; 6 de dezembro, sexta-feira, às 08h; 7 de dezembro, sábado, às 16h; 8 de dezembro, domingo, à 01h.

Liberdade (Documentário)
Abou é um artista guineense que vive com outros imigrantes africanos em uma pensão no bairro da Liberdade em São Paulo. Entre eles, vive Satsuke, uma mulher japonesa misteriosa que parece estar na casa há muitas décadas. Sow, um jovem guineense, está tentando chegar na casa para começar uma vida no Brasil, mas fica preso na imigração no aeroporto. Vidas estrangeiras habitam o bairro da Liberdade, um lugar de passado sombrio.  Diretor: Pedro Nishi. Duração: 25min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 5 de dezembro, quinta-feira, às 00h25 e às 14h25; 6 de dezembro, sexta-feira, às 08h25; 7 de dezembro, sábado, às 16h30; 8 de dezembro, domingo, à 01h30.


23h – “Cineastas” (Série) - Episódio: “Rosemberg Cariry”
O cinema poético de Rosemberg Cariry, do litoral ao sertão nordestino, nos é revelado por Petrus e Bárbara Cariry, os atores Chico Díaz e Dira Paes, entre outros, além do próprio biografado, que relembra suas obras, relatando os intentos poéticos e culturais marcados em cada uma delas. Diretor: Hermes Leal. Duração: 45min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 5 de dezembro, quinta-feira, às 03h e 17h; 6 de dezembro, sexta-feira, às 11h; 7 de dezembro, sábado, às 22h; 8 de dezembro, domingo, às 12h50.

Quinta do Pensamento – 05/12
20h – “Imortais da Academia” (Série) - Episódio “Cadeira 39: O ato de escrever é o mais público de todos os atos”
Este episódio da série “Imortais da Academia”, que faz a genealogia da cadeira de número 39 da Academia Brasileira de Letras, destaca a carreira e a obra de três homens que colheram os sabores e os dissabores do caráter público de suas vidas, ideias e atos. Otto Lara Resende, jornalista admirado, caiu na incompreensão da crítica e do público quando lançou seu segundo livro, “Boca do Inferno”, em 1957. Oliveira Lima, fundador da cadeira, também sofreu quando tornou públicas suas ideias: desiludido com a República, defendeu o retorno da monarquia e acabou relegado a um segundo plano na historiografia brasileira. Marco Maciel, político de carreira, passou a vida arcando com as consequências públicas de suas posturas.   Diretor: Belisario Franca. Duração: 26min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 6 de dezembro, sexta-feira, às 00h e às 14h; 8 de dezembro, domingo, às 16h10; 9 de dezembro, segunda-feira, às 8h.

Sexta da Sociedade – 06/12
21h05 – “Excelentíssimos” (Documentário)
A equipe de filmagem do diretor Douglas Duarte chegou a Brasília, em março de 2016, para filmar um documentário sobre o Congresso Nacional, observando como é feita a política no Brasil. Mas, então, Lula foi levado por duzentos homens armados para depor, e a presidente Dilma Rousseff decidiu nomeá-lo ministro da Casa Civil. Em poucas horas, mais de 30 mil pessoas estavam na entrada do Palácio do Planalto gritando por sua renúncia. Dentro de um dia, foram iniciados os procedimentos para um impeachment, em pé de guerra. Duarte e sua equipe estava dentro das engrenagens dessa máquina e retratou a história em tempo real. “Excelentíssimos” é um retrato franco da democracia brasileira em um de seus momentos mais conturbados. Diretor: Douglas Duarte. Duração: 152 min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 7 de dezembro, sábado, às 1h05 e às 10h15; 8 de dezembro, domingo, às 18h50; 9 de dezembro, segunda-feira, 15h10; 10 de dezembro, terça-feira, às 9h10.

Sobre o Curta!
O canal Curta! é um dos novos canais brasileiros da TV paga que mais aprovou projetos para financiamento pelo Fundo Setorial do audiovisual. Até agora foram financiados, para estreia no CURTA!, mais de 120 longas documentais e 800 episódios de 60 séries, atendendo à grade temática do canal: música, artes cênicas, metacinema, pensamento em humanidades, história política e sociedade.
O Curta! pode ser visto nos canais 56 e 556 da NET e da Claro TV, no canal 75 da Oi TV e no canal 664 da Vivo, oferecido à la carte pela operadora.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo