quarta-feira, 29 de abril de 2020

Série explora a influência das cidades na obra de artistas renomados

Museu de arte a céu aberto construído por Donald Judd, no Texas  - Divulgação/Band

A complexa relação entre a arte e o contexto em que as obras são criadas é tema constante em diversas discussões teóricas. A série “Geografia da Arte”, a ser exibida no Curta!, contribui para esse debate, revelando oito casos de grandes artistas que foram fortemente influenciados pelo local onde viveram.  Sob direção de Guto Barra e Tatiana Issa e produção da Planet Pop, a série conta as histórias de verdadeiras lendas da arte moderna e contemporânea como Henri Cartier-Bresson, Donald Judd e Keith Haring.


O primeiro episódio fala de um dos artistas americanos mais importantes do século XX, Donald Judd. O pintor e escultor tinha uma carreira de sucesso em Nova York até resolver se mudar para a pequena cidade de Marfa, no Texas. O local se encaixou em sua busca por isolamento, após ter ficado famoso no badalado mundo das artes da década de 1970. Em meio à paisagem desértica, ele construiu a Chinati Foundation - um grande museu de arte contemporânea -, entre outras instituições artísticas. O espaço reúne, até hoje, suas instalações permanentes, além de obras de outros grandes artistas. Atualmente, devido a essa iniciativa de Judd, Marfa é considerada uma “Meca das artes”, apesar de sua localização remota. A exibição é na Terça das Artes, 5 de maio, às 21h. 

Obra multifacetada de Flávio de Carvalho é tema de novo episódio de ‘Matizes do Brasil”

Flávio de Carvalho, um dos grandes nomes do modernismo brasileiro, ficou conhecido por sua obra multifacetada e pela alcunha de “pintor maldito”. Seu trabalho e sua personalidade inquieta são temas de episódio inédito da série “Matizes do Brasil”, exibida pelo Curta!. Especialistas como Aracy Amaral, Renato Rezende, Denise Mattar e Tania Rivera comentam sobre sua atuação em diversos campos das artes e obras polêmicas, como a série de desenhos que retrataram sua própria mãe à beira da morte e a sua “Experîencia nº 2”, que consistiu em caminhar no sentido contrário de uma procissão de Corpus Christi sem tirar o chapéu (um desrespeito que quase causou seu linchamento).

Sob direção de Bianca Lenti, “Matizes do Brasil” é uma série da Giros Filmes dividida em 14 episódios, viabilizada através do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA) pelo canal Curta!. Outros nomes em destaque são Tarsila do Amaral, Anna Maria Maiolino, Ernesto Neto, Cildo Meireles, Djanira, Helio Oiticica, Lygia Pape e Tunga. Especialistas, como curadores e críticos de arte, fazem comentários sobre as obras. O episódio estreia na Terça das Artes, 5 de maio, às 23h30.

Segunda da Música – 04/05
23h30 – “101 Canções Que Tocaram o Brasil” (Série)  Episódio “Canções de Amor e Luto” (Inédito)
Canções que tocaram o Brasil na alegria e na tristeza e que provocaram fortes emoções na virada dos anos 80. Apresentado por Nelson Motta, o episódio fala dessas grandes canções de amor e de luto. Diretor: Roberto de Oliveira. Horários alternativos: 5 de maio, terça, às 03h40 e às 17h30; 6 de maio, quarta, às 11h25; 9 de maio, sábado, às 09h30; 10 de maio, domingo, às 18h.

Terça das Artes – 05/05
21h– "Geografia da Arte” (Série) – Episódio “Donald Judd”
Um dos artistas americanos mais importantes do século XX, Donald Judd tinha uma carreira de sucesso em Nova York nos anos 70 quando resolveu se mudar para uma pequena cidade quase abandonada, no deserto do Texas. Lá, ele construiu uma das mais fascinantes utopias artísticas do mundo, que inclui a Chinati Foundation e inúmeras outras instituições de arte contemporânea. A maioria das propriedades abriga trabalhos criados pelo artista e arte que ele colecionou. Acabou transformando o local, que se tornou uma Meca das artes, apesar da locação remota. A intimidade de Judd é contada de maneira emocionante pelos filhos dele, Rainer e Flavin, enquanto a história da carreira do artista aparece nas vozes da diretora da Chinati Foundation, Jenny Moore, e de personagens locais, como Ellie Meyer, Caitlin Murray e Tim Johnson. Diretor: Guto Barra, Tatiana Issa. Duração: 52 min. Classificação: Livre. Horários Alternativos: 6 de maio, quarta-feira, às 01h e às 15h; 7 de maio, quinta-feira, às 9h; 9 de maio, sábado, às 08h30; 10 de maio, domingo, 23h.

23h30– "Matizes do Brasil” (Série) – Episódio “Flávio de Carvalho” (Inédito)
Este episódio de “Matizes do Brasil” aborda a multifacetada obra de Flávio de Carvalho ao mesmo tempo em que joga luz na personalidade inquieta que o fez ter a alcunha de “pintor maldito”. Estudiosos de sua obra como Aracy Amaral, Renato Rezende, Denise Mattar e Tania Rivera abordam sua profícua atuação como arquiteto, engenheiro, artista plástico, figurinista, cenógrafo, escritor, teatrólogo e performer. A narrativa também enfoca as polêmicas que Flávio causou com suas opiniões e trabalhos em um conservador Brasil do início do século XX.  Diretora: Bianca Lenti. Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 6 de maio, quarta-feira, às 03h30 e às 17h30; 7 de maio, quinta-feira, às 11h30; 9 de maio, sábado, às 19h10; 10 de maio, domingo, 09h45.

Quarta de Cinema – 06/05
20h – “Cineastas” (Série) – Episódio: “Bruno Barreto”
A vasta carreira do cineasta Bruno Barreto, que realizou obras como “Dona Flor e seus Dois Maridos” e “O que é Isso, Companheiro?”, é detalhada em depoimentos da produtora Lucy Barreto, sua mãe, e das atrizes Betty Faria e Luana Piovani. Lucy conta como Bruno, ainda criança, frequentava sets de filmagem da época, inclusive de Glauber Rocha. Diretor: Hermes Leal. Duração: 45 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 7 de maio, quinta-feira, às 0h e 14h; 8 de maio, sexta-feira, às 08h; 9 de maio, sábado, às 10h; 10 de maio, domingo, às 16h.

Quinta do Pensamento – 07/05
22h25 – “A Paixão de JL” (Documentário)
Em janeiro de 1990, aos 33 anos, o artista José Leonilson começa a gravar, em fitas cassete, um diário íntimo. Comentários sobre os acontecimentos que sacudiam o país, em plena era Collor, e o mundo, como a queda do Muro de Berlim, perpassam suas confissões, bem como impressões sobre os diversos filmes a que assistia. Esses registros mudam de tom com o impacto da descoberta de que Leonilson é portador de HIV. A incerteza e a urgência passam a impregnar os seus relatos.  Direção: Carlos Nader. Duração: 82 min. Classificação: 14 anos. Horários alternativos: 8 de maio, sexta-feira, às 2h25 e às 16h25; 10 de maio, domingo, às 01h10;

Sexta da Sociedade – 08/05
20h – “Fronteiras Fluidas” (Série) – Episódio “Entre Dois Mundos”
Sônia Guajajara é atualmente uma das lideranças indígenas mais importantes do Brasil. Diretora da APIB, Articulação dos Povos Indígenas Brasileiros, está regularmente em Brasília participando de reuniões e manifestações pelos direitos dos indígenas. O desgaste provocado pelo trabalho é amenizado com o periódico retorno à terra dos Guajajara, onde o contato com natureza e a participação nos rituais renovam sua força e sua fé.  Direção: Mariana Fagundes. Duração: 26 min. Classificação: Livre. Horários alternativos: 9 de maio, sábado, às 0h e 17h30; 10 de maio, domingo, às 8h; 11 de maio, segunda-feira, às 14h.

Sobre o Curta!
O canal Curta! é um dos novos canais brasileiros da TV paga que mais aprovou projetos para financiamento pelo Fundo Setorial do audiovisual. Até agora foram financiados, para estreia no CURTA!, mais de 120 longas documentais e 800 episódios de 60 séries, atendendo à grade temática do canal: música, artes cênicas, metacinema, pensamento em humanidades, história política e sociedade.
O Curta! pode ser visto nos canais 56 e 556 da NET e da Claro TV, no canal 75 da Oi TV e no canal 664 da Vivo, oferecido à la carte pela operadora.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo