segunda-feira, 30 de agosto de 2021

Rádio Cultura Brasil estreia Viola, Violeiros e Cia, com a música sertaneja tradicional e renovada

Foto: Mariana Carvalho

A
 Rádio Cultura Brasil estreia no próximo domingo, dia 5 de setembro, o Viola, Violeiros e Cia, que dará espaço, diariamente, ao repertório caipira e sertanejo. No ar das 6h às 7h, o programa vai tocar as músicas dos novos talentos e dos mestres da música caipira, junto a depoimentos, entrevistas e informações sobre o gênero. A apresentação é do jornalista Aloisio Milani, que integrou a produção do Viola, Minha Viola, da TV Cultura, e desenvolve projetos de preservação do acervo pessoal de Inezita Barroso.

Viola, Violeiros e Cia busca as diferentes matizes e vertentes da música de raiz feita a partir da viola e do cantar caipira. Nessa trilha violeira, a busca é juntar o repertório tradicional que foi feito pelos patriarcas do gênero - como Raul Torres, Tonico e Tinoco, e Teddy Vieira -, os mestres violeiros e cantadores - como Tião Carreiro, Almir Sater, Inezita Barroso, As Galvão -, e as gerações atuais, que continuam a produzir em alta qualidade.

"O repertório feito com viola, violão, vozes e os instrumentos-irmãos no gênero mescla o que se ouvia nos rádios valvulados ou de pilha até os EPs hoje lançados nas plataformas digitais. Há uma troca de referências entre eles, inclusive. Atualmente, a viola também se mistura com ritmos modernos. Buscaremos a interface com a música raiz e todo esse campo instrumental que forma o panorama contemporâneo", diz Aloisio Milani.

Para o diretor da Rádio Cultura Brasil, Alexandre Tondella, o programa dialoga com uma tradição da emissora. "A rádio já teve na faixa matutina Muibo Cury e Inezita Barroso. Isso tem a ver com nosso DNA. Essa faixa é importante para dialogarmos com a diversidade da música brasileira, nossa missão principal", explica.

Na semana de estreia, artistas e personalidades dão depoimentos e indicam músicas com uma ligação com a história delas. Entre eles, Mary, da dupla As Galvão; José Hamilton Ribeiro, pesquisador de música caipira e jornalista do Globo Rural; Edna Barbosa, da dupla Irmãs Barbosa; Marta Barroso, filha de Inezita Barroso; Paulo Freire, violeiro; Roberto Correa, violeiro; Craveiro e Cravinho, uma das duplas veteranas; e Bruna Viola, violeira.

A história do Viola, Minha Viola também ganha um espaço na estreia. Áudios de gravações e encontros marcantes do acervo da televisão também estarão na rádio em um quadro exclusivo. Muitas músicas, inclusive, foram apresentadas de maneira inédita na TV e vão compor esse panorama musical caipira que será transmitido diariamente pela Rádio Cultura Brasil. É o caso de Boiada Cuiabana, com Mayck e Lyan, e Nelore Valente, com Daniel e Rick.

Para o mês de estreia, ainda será veiculado um quadro temático com um mapeamento atual da viola em São Paulo feito pelo professor e violeiro Ivan Vilela em dois discos lançados em 2018 e 2021. Também haverá espaço para histórias curiosas sobre os primeiros fonogramas de composições que viraram hits sertanejos, como Tocando em Frente, de Almir Sater e Renato Teixeira, e Seu Amor Ainda é Tudo, de Moacyr Franco.

A composição que gerou as vinhetas utilizadas no programa é do músico Neymar Dias. Inspirada no ritmos populares do instrumentos, Neymar imprimiu ingredientes modernos para o toque de viola. O músico tocou duas violas, um violão e um baixo elétrico ao compor a trilha inédita para a Rádio Cultura Brasil.

Viola, Violeiros e Cia.
Apresentação: Aloisio Milani
Diariamente, às 6h, na Rádio Cultura Brasil (FM 77,9, AM 1200 e app Cultura Digital)

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo