terça-feira, 22 de fevereiro de 2022

“Não existe possibilidade de um jornalista no Brasil levar a sério qualquer conceito ou ideia de um racismo reverso”, diz Pedro Borges no Estação Livre

Foto Larissa Silva Marques

O
 Estação Livre desta sexta-feira (25/2) discute o mercado da comunicação. Empresas e publicidade estão se encaixando nas novas exigências do mercado, que preza pela diversidade e representatividade nas telas? O aumento da presença de negros nos comerciais de televisão é visível, mas será que representa os 56% da população brasileira? Qual o papel do jornalista nos debates sobre liberdade de expressão? Apresentado por Cris Guterres, vai ao ar às 22h, na TV Cultura.

Para falar sobre esse mercado black, que movimenta mais de 2 trilhões de dólares por ano, a edição traz a publicitária e presidente do Clube de Criação, Joana Mendes, e o jornalista e criador do Portal Alma Preta, Pedro Borges.

No bate-papo com Cris, Borges afirma: “não existe possibilidade de um jornalista no Brasil levar a sério qualquer conceito ou ideia de um racismo reverso”. Já sobre meritocracia, Joana comenta: “a gente ainda tem muitas pessoas que continuam perpetuando a democracia racial e com isso, a meritocracia. E aí a gente entende que talvez a gente nunca chegue lá”.

Estação Livre traz ainda matérias sobre a agência de notícias Alma Preta, podcasts, o negro na publicidade, agência Mooc, a importância das assessorias de comunicação, Clube de Criação e Museu Afro Brasil.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo