sexta-feira, 11 de março de 2022

Dupla Zé Roberto e Robertinho e Ângelo Máximo animam o “Terra da Padroeira”


E vem chegando mais um “Terra da Padroeira”, da TV Aparecida, sucesso de audiência que faz a alegria dos apaixonados pela música sertaneja.
 Kleber Oliveira, Tonho Prado e Menino da Porteira recebem mais um time de primeira linha do cenário musical brasileiro. Entre as atrações que subirão ao palco do programa, ao vivo, neste domingo (13/3), às 9h, estão Zé Roberto & Robertinho, que têm entre os sucessos dessa atual formação os hits: "Digitais", "Gaivota", "Colina do Amor" e "Meu Velho Pai". Um dos integrantes dessa dupla - Robertinho - ainda será homenageado no quadro "Rancho da Saudade".   

Outra importante participação no “Terra da Padroeira” será do cantor Ângelo Máximo, cuja carreira se abriu para o sucesso nos anos 1970 e estourou com clássicos como "Domingo Feliz" e "A Primeira Namorada". 

E completam a lista de apresentações do domingo, os mineiros Mateus Ferraz e Thiago, cuja música de trabalho é "Coração na Tela".  

Saiba mais sobre os convidados do programa: 

Zé Roberto & Robertinho 
José Simão Alves é cantor e compositor. Adotou como nome artístico "Robertinho" e resolveu usá-lo em sua carreira por ser fã incondicional de Roberto Carlos. Em 1968, conheceu “Leonildo Sachi” com quem formaria a tão conhecida dupla "Léo Canhoto e Robertinho". Foi a primeira dupla a utilizar instrumentos eletrônicos, revolucionando a música sertaneja e a ganhar um disco de ouro, com o hit "Apartamento 37". Em 1983, a formação se desfez, voltando em 1986. Ganharam espaço no novo sertanejo da década de 1990, porém, em 2017 eles se separaram. Em 2020, Léo Canhoto faleceu aos 84 anos e Robertinho seguiu em solo.  

O seu atual parceiro, Valdir José Domingues (Zé Roberto),  traz também consigo uma grande bagagem artística. Aos 23 anos, gravou um disco com “Zé Cristal”, com o qual formou a dupla “Zé Cristal & Avilã”. A música que mais se destacou na época foi “O Relógio”, composição de César Augusto e Martinha. Aos 28 anos, o artista também gravou um vinil com o “Profeta”, pela dupla “Profeta & Avilã”. Sua maior referência musical sempre foi Robertinho, da dupla “Léo Canhoto e Robertinho”, com quem hoje forma dupla.  

Ângelo Máximo 
No início dos anos 1970, aos 18 anos, Ângelo Máximo deixou sua cidade natal, Goiânia, em busca de revelar o seu talento para o Brasil. Guiado pelo amor à música, foi para São Paulo, onde participou de diversos programas de calouros, com destaque para o concurso do apresentador Sílvio Santos, sagrando-se vitorioso. Como prêmio ganhou a assinatura de seu primeiro contrato profissional numa gravadora. A partir daí, tornou-se um dos maiores ídolos nacionais. Ângelo Máximo realizou shows por todo o Brasil, em festivais na América Latina e no exterior. Recebeu discos de ouro e entre seus sucessos estão "Domingo Feliz", "A Primeira Namorada", "Vem Me Fazer Feliz". Ao todo, são 18 trabalhos lançados numa lista com CDs, LPs e discos compactos.  

Mateus Ferraz e Thiago  
Os artistas formam uma dupla diferenciada. São cantores e poetas. Mateus Ferraz nasceu de um amor incondicional de seus pais. Sua influência musical é toda creditada ao pai Valdir, que também é cantor, com várias canções gravadas. E Thiago aprendeu desde cedo que esforço e dedicação se tornariam o segredo para alcançar seus objetivos. Ele aprendeu a tocar violão com seu tio e logo já estava cantando na igreja. Junto com o sonho de dar uma vida melhor à família, perseverou em vários caminhos, até que tudo começou a dar certo.  

“Terra da Padroeira”, domingo, às 9h 

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo