quarta-feira, 18 de maio de 2022

Agenda Bonifácio celebra 200 anos da independência com ampla programação

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo lançou nesta quarta-feira (18) a Agenda Bonifácio, plataforma cultural inédita em comemoração aos duzentos anos da independência do País. A iniciativa é um guia completo sobre o tema. O anúncio da plataforma, com gestão e produção da Amigos da Arte, foi feito pelo governador Rodrigo Garcia e pelo secretário de Cultura e Economia Criativa Sérgio Sá Leitão direto do Museu do Ipiranga.


A Agenda vai oferecer ao público uma legítima jornada de conteúdo por meio da linha do tempo, com traçado histórico desde 1500 até os dias de hoje, curiosidades, notícias sobre a independência, destaques do acervo do Museu do Ipiranga, além de entrevistas com pensadores, historiadores, artistas, descendentes de figuras históricas e personalidades ligadas às programações do calendário. A plataforma inclui também vídeos com informações sobre a época, galeria de fotos e extensa programação cultural. 


“Um marco tão importante para a história do país precisa ser celebrado ao longo de um período significativo, suficiente para que muitos eventos sejam comemorados. A plataforma será alimentada até dezembro de 2022 e depois se tornará um registro da celebração do bicentenário”, afirma Sá Leitão. “Escolhemos o nome de Bonifácio para a Agenda, pois ele foi uma figura importantíssima para o desenvolvimento da Independência do Brasil”, explica o secretário ao relembrar que José Bonifácio é reconhecido por muitos historiadores como o patriarca da independência. 


O projeto disponibilizará ainda conteúdo nas redes sociais (Instagram, Twitter, Facebook, Tik Tok e Youtube) com diversas novidades envolvendo o bicentenário. 


Viva e colaborativa, a Agenda Bonifácio possibilita a divulgação de eventos relacionados ao tema. Para compartilhar informações e divulgar seu evento, basta acessar o formulário ou escrever para contato@agendabonifacio.com.br . 


“Queremos fazer um convite para a participação de todas as universidades, faculdades e centros de estudo na Agenda, que deve ser construída coletivamente”, diz Danielle Nigromonte, diretora-geral da Amigos da Arte. A plataforma está aberta para a inscrição de projetos temáticos diversos, entre eles concursos, ciclos de debates, lançamentos de livros, apresentação de teses e encontros especiais, entre outras possibilidades acadêmicas.


“Um país só é independente se ele possui cultura própria e o Brasil mostrou que tem características culturais fortes. Queremos que a Agenda Bonifácio celebre os brasileiros independentes, que assumem sua própria identidade, e que ela tenha como principal objetivo fomentar continuamente uma programação histórica, diversa e democrática, que dialoga diretamente com os ecos deste marco na história e que segue presente até hoje em nossa cultura”, conta Danielle.



Navegando pelo site


Além de uma linha do tempo completa, a Agenda Bonifácio inclui um “varal” virtual - inspirado na literatura de cordel - com os destaques da sessão ‘Programação’. Nela, estarão contemplados todos os eventos, mostras, exposições, atrações culturais e acadêmicas, além de Notícias, cujos textos abordam assuntos diversos, como a exposição de Adriana Varejão na Pinacoteca de São Paulo, o restauro de quadros do Salão Nobre e os Ítens encontrados durante restauração do Museu do Ipiranga. 


O público também pode passear pela sessão `Curiosidades’ e descobrir mais sobre os bastidores do ‘Grito’, como, por exemplo, que o primeiro documento de separação de Portugal foi, na verdade, assinado por uma mulher. Em ‘Entrevistas’, estará sempre disponível um papo recheado de informações atualizadas e relevantes na voz de notórios pesquisadores, além de uma conversa exclusiva com a tataraneta de José Bonifácio. 


A sessão ‘Destaques do Acervo’ traz informações sobre o Caminho do Mar, o Viaduto do Chá e a coleção de Selos Modernistas. Em `Pílulas’, há informações diversificadas como quem foi Maria Quitéria e a origem do nome Brasil e em ‘Outros Heróis’, os holofotes se voltam para figuras icônicas da independência e pouco conhecidas pelo grande público, como a primeira presa política do Brasil e personagens extraordinários que não viraram nomes de rua. 


No tópico `Sobre` é possível conhecer mais a respeito da plataforma Agenda Bonifácio e navegar ainda em outras duas plataformas, a ‘Agenda Tarsila’ e a ‘#CulturaEmCasa’, completando a jornada de conteúdo.


Brasilidade


A identidade visual da Agenda Bonifácio é a ressignificação do bicentenário da

independência, disruptiva do ponto de vista das representações euro-centradas, através de valores visuais mais acessíveis e conectados, de fato, com a cultura do Brasil. 


A construção do ícone principal baseia-se e na síntese de dois elementos muito simples: o primeiro é a bandeira brasileira, criada após a independência, de onde se extrai um losango com ângulos arredondados e suavizados - o segundo elemento - que representa o papel, mídia da época. Os dois elementos foram combinados, imprimindo leveza e transparência ao conjunto. Junte-se a isso a escolha da paleta de cores, ao mesmo tempo criteriosa e surpreendente, por meio da adoção de tons derivados do amarelo (Ouro e Livre), verde (Atlântica e Bandeira), preto e areia (Ipiranga), remetendo à linguagem dos cordéis, com ilustrações e vinhetas que em tudo lembram as xilogravuras da inconfundível literatura popular brasileira. 


O resultado final é a revisitação do binômio clássico (e inesperado) do verde e amarelo, com um design cheio de personalidade e construções capazes de preencher aprendizados democráticos, independentes de ideologias políticas, utilizando como inspiração a literatura de cordel ao criar um estilo de ilustração simples e com poucas cores, que se conecte com o perfil do projeto. 

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo